Feliz aniversário, Maria Penha Tavares. Te amo, tia!

Gira a roda da vida, nesse domingo de carnaval (23), uma das primeiras pessoas que me amou e uma das grandes amigas que tenho na vida. Maria Penha Conceição Tavares troca de idade (com mais de 60 invernos amazônicos e com aparência de 50 aninhos), e a ela rendo homenagens.

Difícil escrever sobre alguém tão especial, mas sempre tento. A tia Maria é a filha mais dedicada, irmã preferida do meu pai (que encerrou sua jornada por aqui) e filha preferida da Peró e vô João (que também já seguiu para as estrelas).

Maria vive duas vidas: a dela e a da nossa matriarca, minha amada avó Peró. Quem conhece essa linda história sabe da nobreza e total compromisso da titia para com sua mãe. Tia também foi uma competente bancária durante décadas, é contadora e ex colaboradora da Cunha & Tavares Consultoria. Ela sempre foi empenhada, responsável e dedicada em tudo que se propôs e se propõe a fazer.

Não consigo enumerar quantas vezes ela me ajudou com conselhos, dinheiro, orações, puxões de orelha. Se alguém nesta vida cumpriu e cumpre tão bem suas missões familiares como filha, irmã e tia, é a nossa Maria.

Titia é íntegra, honesta, inteligente, batalhadora, e decente. Maria sempre foi um dos faróis (assim como mamãe e vovó Peró) na tempestade que sou, sempre foi umas das luzes do meu caminho. João Espíndola e Perolina tiverem a sorte de ter uma filha como ela. Assim todo os resto de nós, os Tavares.

Ela sempre esteve lá quando precisei, desde 1976. E nestes quase 44 anos da minha vida, agradeço por ela ter me apoiado tanto e ter aceitado minha forma anticonvencional de viver. Sim, me ama, louco e torto, gordo e explosivo, ausente ou presente, incondicionalmente. E sou tão grato por isso que não consigo nem expressar totalmente.

De acordo com o Tratado sobre Gratidão de São Tomás de Aquino, existem três níveis de gratidão: superficial, intermediário e profundo. O primeiro, pelo reconhecimento. O segundo, pelo agradecimento, do dar graças a alguém por aquilo que esse alguém fez por nós. E o terceiro e mais poderoso é o do vínculo, é o nível do sentirmos vinculados e comprometidos com essas pessoas.Agradeço à Maria Conceição Penha Tavares no segundo e terceiro níveis, por tudo que fez e faz por mim.

Já disse e repito: Maria foi minha amiga desde o início e seu um dia eu for pra Maitê a metade do tio que ela foi e é pra mim, a missão estará cumprida com sucesso. Costumo contar que Maria Penha foi a pessoa que me educou musicalmente. Graças a ela, gosto de música boa. Ela sempre foi uma espécie de mãe, madrinha, amiga, apoiadora, conselheira, parceira, entre outras tantas coisas maravilhosas que essa pessoa sensacional representa na minha existência.

Por ser essa pessoa lindeza de ser humano e um dos amores da minha vida, festejo hoje mais um ano contigo, Maria. Te amo demais. Obrigado por tudo e parabéns pelo teu dia. Feliz aniversário!

Elton Tavares (mas falo pelo Emerson Tavares também).

Elton Tavares


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *