Geração de energia contratada pela CEA inicia esta semana para evitar racionamento

 
O Amapá está livre de racionamento de energia elétrica neste final de ano. Esta semana entra em funcionamento a Usina Termelétrica contratada pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) para gerar 47MW suficientes para manter o Sistema Estadual.

O diretor técnico da CEA, Jucicleber Castro, e o diretor regional da Eletronorte, Marco Drago, neste final de semana, estiveram na nova Usina que está instalada na área da Unidade Termelétrica da Eletronorte, em Santana. Eles constataram que os equipamentos estão prontos para funcionar e evitar o racionamento.

Marco Drago informou que baixou muito o nível do rio Araguari e a capacidade de geração de energia da Hidrelétrica de Coaracy Nunes que é de 78 MW está operando, atualmente, com apenas 36MW, menos da metade da potência. Segundo o diretor da Eletronorte, nos horários de maior consumo estão tendo que fazer desligamentos de 30 minutos nos diversos bairros de Macapá e Santana, por conta dessa diminuição na geração de energia.

Jucicleber Castro explicou que a CEA se antecipou ao problema contratando, em agosto, a multinacional Aggreko Energia, especializada em fornecer disponibilidade de potência e geração de energia elétrica. Segundo ele, foi pleiteada e autorizada essa ampliação junto ao Ministério das Minas e Energia, conforme previsto na Lei nº 12.111, da geração adicional de energia.

A empresa Aggreko foi vencedora, com menor proposta de preço, da chamada pública de Pregão Eletrônico, realizada pela CEA, com participação de 5 empresas cadastradas e aptas a concorrer. O contrato no valor total de R$ 53 milhões tem duração de 22 meses, a contar da data de funcionamento, podendo ser prorrogado por mais 12 meses.

A previsão de inauguração da Usina da Aggreko é na quinta-feira, 22, quando estiver em pleno processo de operação que inicia nesta segunda-feira, 19, com testes de pouca carga.

Gilvana Santos
Ascom/CEA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *