Governador abre Semana do Meio Ambiente no Amapá

                                                                        Foto: Márcia do Carmo.
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, abriu, nesta terça-feira, 7, no auditório da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), a “Semana do Meio Ambiente”, que irá subsidiar ações que promovam a preservação ambiental e desenvolvam políticas que, com uma gestão compartilhada, explorem as potencialidades naturais e tragam retorno econômico para o Amapá.
A programação é alusiva ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no último dia 5. De acordo com o titular da Sema, Paulo Figueira, o objetivo da programação é integrar a gestão compartilhada. O secretário explicou que os órgãos estaduais, municipais e federais, além da sociedade civil, trabalharão juntos, em várias frentes, para formular medidas que solucionem as demandas ambientais.
O evento encerrará nesta sexta-feira, 10, mas as mesas de debatem acontecerão até o final de junho. “Essa programação irá subsidiar todas as políticas públicas que o Estado executará nos quatro anos de governo. Trabalharemos de forma compartilhada com os municípios e União. Cada um fazendo o seu papel para uma política florestal que traga benefícios ao povo do Amapá, seja no setor ambiental, quanto no econômico”, disse Paulo Figueira.
Segundo o governador, não basta o Amapá ter o recurso da Biodiversidade. Camilo Capiberibe explicou que é preciso que ações façam com que o Estado mais preservado do Brasil possua políticas que tragam melhoria da qualidade de vida, geração de emprego e renda e oportunidade para o cidadão amapaense. Outra preocupação do governador é com a preservação dos recursos naturais do Amapá que, segundo ele, devem ser usados de maneira sustentável para que não se esgotem.
“Discutiremos a Lei de Concessão de Florestas Públicas, Lei de Recursos Hídricos, Lei das Mudanças Climáticas e debateremos sobre a situação do Estado na Conferência Rio+20, que acontecerá em 2012. O resultado dos debates serão instrumentos e formas de investimento que serão feitos no Estado, gerando emprego e renda, além de garantir a preservação dos nossos recursos naturais. Esse é o nosso desafio para 2011”, explicou o governador.
Para o governador, o povo do Amapá possui consciência ambiental e sabe que desenvolvimento não é incompatível com a preservação. Conforme Camilo Capiberibe é preciso que os resultados dos debates da programação da Semana de Meio Ambiente sejam levados ao conhecimento público.
“No momento em que vivemos, precisamos conquistar mais o setor ambiental. O que decidirmos nestes debates sobre Meio Ambiente precisa ser compreendido pelo povo do Arquipélago do Bailique, Água Branca do Cajari, Jarilândia, Iratapurú, nas aldeias indígenas ao Norte, enfim, todos no Estado precisam saber do resultado dessas discussões, para que saibam quais ações serão executadas para a melhoria da vida do cidadão, em qualquer lugar do Amapá”, destacou Camilo Capiberibe.
Desenvolver com responsabilidade
O governador explicou que não é possível desenvolver o Estado sem o mínimo de degradação ambiental. Camilo Capiberibe explicou que tais medidas devem ser feitas com o devido estudo e responsabilidade, pois as ações precisam ter compensações, tanto na ordem ambiental, quanto no âmbito social.
“A partir das análises feitas na Semana do Meio Ambiente, saberemos como explorar nossas riquezas naturais de forma responsável. É preciso transformar nosso potencial em riqueza e promover o desenvolvimento econômico do Estado, mas com responsabilidade. Precisamos formular um modelo que seja exemplo de sustentabilidade de biodiversidade para o Brasil e para o mundo”, crê o governador.
Foto: Márcia do Carmo.
Cobrança
Segundo o governador, a Sema foi entregue ao Partido Verde (PV) por ele acreditar na parceria construída. Para Camilo Capiberibe, essa aliança é fundamental para a execução de ações na área ambiental, por conta do êxito do PV neste setor Brasil à fora.
“Confiei a Sema ao PV porque acredito na vocação do partido em política ambiental e na parceria que estamos construímos. Tenho observado e não estou satisfeito com o que tenho visto e espero que a experiência do partido com no exercício poder público dê resultado para a sociedade, porque é isso que a população espera”, pontuou o governador.
Órgãos governamentais envolvidos
Os órgãos governamentais envolvidos na programação são: Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa); Instituto Estadual de Florestas (IEF); Secretaria de Estado da Educação (Seed); Secretaria de Estado da Cultura (Secult); Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para a Juventude (Sejuv); e Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec).
Também estão engajadas a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR); Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), além da parceria com a empresa Ferreira Gomes Energia. Cada um destes órgãos tem a missão de realizar, dentro de sua área de atuação, políticas, normas, fomentos, de forma integrada e eficiente para o objetivo central da Semana do Meio Ambiente.
Além do governador e do titular da Sema, compareceram ao evento a primeira-dama do Amapá, Cláudia Camargo Capiberibe, secretários de Estado e de municípios, servidores da Sema e membros da sociedade civil.
Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*