O bêbado e a equilibrista… no ônibus

Eu voltei a pegar ônibus, sabem? Dei um tempo desta atividade ‘divertida’ por um período simplesmente por me dedicar mais a minha empresa de comunicação. E, uma vez em casa, é difícil querer sair senão de carro.
Pois pois, esta manhã fui para o trabalho, feliz e satisfeita, até o momento em que um senhor cheirando a pipi e absolutamente bêbado adentrou ao ônibus, justamente atrás de mim. Fui saber da existência do cidadão logo em seguida, quando jurava pra mim que tinha esquecido de passar o desodorante… mas não, realmente não era eu…
As coisas, é claro, sempre podem ficar piores. Em pé porque os assentos estavam ocupados, o bêbado resolveu dar uma lição de moral àquela gente mal educada que não cedeu um lugar para ele.
Eu começava a me equilibrar para não enconstar no cidadão e ter seu odor impregnado em minha farda, enquanto rezava para chegar logo ao meu destino.
Como num passe de Harry Porter, o cheiroso sacou uma bíblia e começou a pregar ali mesmo no vão do ônibus, sobre como todos iremos para o inferno. “Diz no Gênese que serão quatro os mensageiros do Apocalipse e que nenhum cavaleiro vai ajudar Madalena a se erguer, depois de ter levado tanta pedrada”.
O pastor-bebum também falou algo como não matarás o homem que se deita com um outro homem, mas essa parte eu perdi, já que tinha de trabalhar. A única coisa que me conforta, em tempos de embriaguez ao volante da vida, é que cada dia a gente encontra um doido diferente… E chega até a aprender com ele, se não desmaiar de susto ou de fedor…
Darth J. Vader
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*