Parceria entre os projetos Pai Legal e Mãos que Brilham garante dignidade às mulheres carentes do Mucajá


O projeto Pai Legal em parceria com o projeto Mãos que Brilham, formado por um grupo de mulheres voluntárias do Conjunto Mucajá, realiza oficinas de trabalhos manuais e artesanais para apoiar cerca de 20 mulheres carentes. A ação acontece na Rede Superfácil do Bairro Beirol.

As participantes procuraram a coordenação do projeto Pai Legal para que tivessem apoio na realização de atividades que pudessem gerar dignidade e consequentemente uma renda às famílias.

Sensibilizada, a coordenadora do Programa Pai Legal, Desembargadora Stella Ramos, analisou as possibilidades de parceria para socorrer nas necessidades do grupo. Com o apoio de instrutoras voluntárias do Centro de Referência de Atendimento a Mulher (CRAM), as oficinas iniciaram no dia 27 de abril.

Durante o curso as participantes aprendem técnicas de confecção de objetos domésticos dentre eles: caixinhas de presente, pano de prato, avental para cozinha, flores decorativa, imãs de geladeira e outros acessórios decorativos.

A servidora Euzinete Bentes, que atua no Projeto Pai Legal, explica que toda a produção estará em exposição para comercialização nesta sexta-feira (16), no próprio prédio da Rede Superfácil Beirol, no horário de 8h00 as 12h00.

Na abertura do evento, o titular do Juizado da Violência Doméstica de Macapá, juiz Augusto César Gomes Leite, irá falar sobre a violência doméstica e familiar e suas implicações aos infratores.

Texto: Edson Carvalho
Fotos: Rafael Melo
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*