Projeto incentiva leitura em comunidade ribeirinha no Amapá

Por Gabriel Dias, do G1 Amapá

Mais de 8 mil habitantes que vivem nas comunidades do arquipélago do Bailique,  distante cerca 180 quilômetros de Macapá, serão beneficiados com o projeto nacional Arca das Letras que incentiva a leitura em regiões ribeirinhas. Seis arcas com um acervo selecionado pelos próprios moradores serão entregues para a comunidade no sábado (25).

Desde 2013 o projeto já implantou mais de 8,8 mil bibliotecas rurais em todo o país. Em Macapá, a escolha das comunidades foi feita pela coordenação nacional do programa com o auxílio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) através de reunião e entrevista com as lideranças para realizar cadastro de localização da biblioteca e promover a escolha de um membro da localidade que será um agente de leitura, responsável pela arca.

O agente de leitura deverá contribuir para melhorar os índices educacionais de suas comunidades e valorizar a cultura no meio rural. Ele é diretamente capacitado pela coordenação nacional do programa. Além disso a própria comunidade escolhe os assuntos que formam o acervo.

As comunidades que irão receber as arcas são: Jaranduba, Maranata, Rosa de Saron, Vila Progresso, Freguesia do Bailique e Canal dos Guimarães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *