Ueap realiza segunda chamada para classificados no PS 2015

ueap

Por Eliane Cantuária, da Assessoria de Comunicação da Ueap

A Universidade do Estado do Amapá (Ueap) publicou edital nesta sexta-feira (20), convocando para matrícula em segunda chamada os classificados no Processo Seletivo 2015 da Instituição. São 365 classificados, que terão os dias 26 e 27 desse mês para efetuarem suas matrículas, no auditório central do Campus I, situado na Avenida Presidente Vargas , nº 650, Centro, no horário das 8h30 às 11h30 e das 15h às 18h.

A matrícula poderá ser feita por procuração particular (com firma reconhecida em Cartório) ou pública. O não comparecimento nas datas e horários fixados para matrícula em segunda chamada redundará na perda da vaga, ficando o candidato excluído de qualquer convocação posterior e eliminado do PS 2015.

Documentação

No ato da matrícula, os candidatos convocados em segunda chamada, deverão apresentar os seguintes documentos em original e cópia, preferencialmente autenticada:

– Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou Declaração de Conclusão do Ensino Médio; Histórico Escolar do Ensino Médio autenticado pela Escola de origem;
– Histórico Escolar do Ensino Fundamental (aos candidatos vinculados ao tipo de vaga “Afrodescendente”);
– 02 fotografias 3×4 recentes, sem data e com fundo azul (colocar o nome completo no verso);
– Carteira de Identidade ou outro documento oficial de identificação com foto;
– CPF;
– Título de Eleitor atualizado com recadastramento biométrico ou certidão de quitação com a Justiça Eleitoral;
– Certidão de nascimento;ueap-1
– Certidão de casamento (somente para aqueles que o sobrenome tenha sido alterado);
– Certidão de nascimento emitida pela FUNAI (para os concorrentes às vagas de indígenas);
– Comprovante de quitação com o Serviço Militar, quando do sexo masculino;
– Comprovante de residência atual, que pode ser conta de água, luz ou telefone fixo, emitida até no máximo dois meses;
– Laudo médico, emitido no último ano, atestando a espécie e o grau ou o nível da deficiência, com referência ao código de Classificação Internacional de Doenças (CID-10), bem como à provável causa da deficiência. (para os concorrentes às vagas de pessoas com deficiência);
– Passaporte com visto consular e carteira de identidade para estrangeiro temporário expedida pelo Departamento de Polícia Federal, no caso do candidato estrangeiro;
– Declaração do órgão competente, em caso de extravio de algum dos documentos solicitados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *