Veja e compare preços de peixes em feiras e supermercados de Macapá

info-peixe

Por John Pacheco

Com a chegada da Semana Santa, a procura pelo pescado aumenta em supermercados e feiras de Macapá, tudo para manter a tradição religiosa de não comer carne vermelha nesse período. Em todas as regiões da capital, uma gama de espécies, tanto de mar quanto de água doce, está à disposição dos consumidores, com pouca variação de preços, conforme levantamento do G1 realizado nos dias 30 e 31 de março.

Os preços foram consultados nas principais feiras e supermercados da capital, nas variedades fresco, congelado e filetado. As espécies mais populares na região foram levantadas: corvina, dourada, filhote, pescada amarela, pescada branca, pirapitinga, tambaqui e tamuatá. Em todos os locais, a venda é feita por quilo.

Os vendedores entrevistados pela reportagem informaram que para a Semana Santa deste ano o preço do pescado teve uma ligeira alta em relação a 2014. Entre as espécies consultadas, quatro foram encontradas em todas as feiras. Em nenhum supermercado os peixes estão sendo vendidos frescos, apenas congelados e filetados. Em função disso, o quilo do tambaqui inteiro varia de R$ 10, na feira do Pacoval, na Zona Norte, a R$ 19,99, na rede de supermercados Santa Lúcia.

Por serem espécies semelhantes, os preços do tambaqui e da pirapitinga foram os mesmos em todas as feiras de Macapá. O menor preço é no Pacoval (R$ 10), e nas feiras do Produtor (Zona Sul), do Santa Inês (Zona Sul). No Mercado do Pescado (Zona Leste) o quilo do tambaqui é vendido a R$ 12. Os preços semelhantes também foram vistos nos supermercados Santa Lúcia e no Atacadão Maracá, onde as espécies congeladas custam R$ 19,99 e R$ 18,90, respectivamente.

A feira do bairro Pacoval apresentou a média de preço mais baixa encontrada pela reportagem, espécies como a corvina, vendida a R$ 8, o quilo, a dourada e o filhote por R$ 12, o quilo. Na feira, todos os tipos pesquisados foram encontrados.

No Mercado do Pescado, localizado no bairro Perpétuo Socorro, as vendas acontecem geralmente pela manhã, período onde o estoque diário é praticamente zerado, informaram os vendedores. No local, os mais de 100 feirantes comercializam as espécies procuradas pela reportagem. O quilo da pescada amarela foi encontrada por R$ 16 e R$ 17. O quilo do filhote custa R$ 19. O tamuatá é vendido a R$ 8, o quilo.

Na Feira do Produtor, no bairro Buritizal, predomina a venda de espécies de peixes de água doce, entre as quais se destacam a dourada, onde o quilo pode ser encontrado por R$ 16 e R$ 17, a pescada amarela, que custa R$ 17, a pescada branca, que custa entre R$ 14 e R$ 15, e também o filhote, comercializado a R$ 17.

Menor do que as outras, a feira do Santa Inês, na orla de Macapá, foi o local onde foi notada a menor quantidade do produto e espécies, porém o preço do peixe fresco seguiu a média dos praticados nas demais. O tamuatá, por exemplo, foi encontrado a R$ 8, enquanto a dourada chegou a R$ 14. A corvina e o filhote não estavam sendo comercializados.

Fonte: G1 Amapá

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*