21 anos sem Cazuzua. O País amadureceu?

                                                                                   Por Darth J. Vader


Semana passada, no dia 07 de julho, foi lembrada a morte de 21 anos de Cazuza, um grande artista-gênio-cantor e, sem saber ou de propósito, ativista dos ‘rebeldes’.

Vamos parar pra pensar: antes, a maioridade vinha aos 21 anos, conforme a lei. Aí o tempo foi passando e esta idade foi diminuindo, até chegar aos 18 (oficialmente).

Duas décadas depois, mesmo com os ensinamentos de Cazuza, o País continua imaturo, um atraso em muitas situações e diria retrógrado em outras. Não é para generalizar, afinal nem todo mundo é igual – só uns mais iguais que os outros (já diria outro compositor).

O que nos disse o grande poeta e que ainda pode ser visto a olhos nus? Muita coisa, a começar pela música ‘Brasil’. É uma beleza falar sobre ela, já que é tema de abertura da novela Vale Tudo, reprisada em um canal da TV Paga.

‘Mostra a tua cara! Quero ver quem paga para gente ficar assim!’

Minha cara é esta: uma jornalista que quer, sim, ajudar a mudar o mundo para melhor. Uma mulher cujos princípios, para alguns, são de extrema necessidade e, para outros, pura utopia vanguardista. Uma mãe que não quer a filha grávida e tenta ensinar a ela o certo e o errado. Uma esposa que quer continuar com um casamento feliz. Um ser humano, simplesmente, que deseja a todos o ‘felizes para sempre’.

É pedir demais, né? #fail.

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*