Corra riscos e viva!

 

Podem até me chamar de tolo, mas corro riscos. A prudência é necessária, mas em algumas situações da vida, se jogar é fundamental. Pior é se arrepender do que não fez, do que não tentou.

Não guarde os sonhos e os desejos na gaveta. Se envolva, encare, caia dentro, se exponha, corra o risco de viver algo intenso. Se fracassar, paciência. Melhor do que viver com medo de tentar ser feliz de verdade.

Sofrimentos, raiva, desilusões, e daí? Correr riscos faz parte da coisa toda chamada vida. O maior perigo é não arriscar nada e viver pela metade?

Tem gente que vive e tem gente que só existe. Quem não corre riscos é muito menos que um covarde acomodado. Não verdade, não é nada. Às vezes, demora, mas a gente entende.

Como disse Vinícius de Moraes: “quem já passou por essa vida e não viveu, pode ser mais, mas sabe menos do que eu”. Portanto, corra os riscos e viva!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *