Nota de Pesar do Sindjor/AP

Foto - Dione Matos Amaral

É com profunda consternação que o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amapá (Sindjor/AP) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) comunicam o falecimento da jornalista DIONE MATOS AMARAL, 32 anos, ocorrido na noite deste sábado (29/11). Ela foi acometida por uma parada cardíaca, após cirurgia, realizada no Hospital Unimed Macapá. Era paraense, casada com Glebson Ferreira e deixa três filhos Maria Eduarda (12), Luciana, 10 anos (adotiva) e Antônio (4).

Dione Amaral era formada em Jornalismo pela primeira turma da Faculdade Seama, graduada com honras, onde também foi professora. Era especialista em Comunicação Política, funcionária pública do Instituto Federal do Amapá (Ifap), empresária do ramo da comunicação social e proprietária da Empresa DUNE Comunicação.

Como assessora de comunicação, atuou em diversas instituições públicas e privadas no Amapá, entre elas, no Ministério Público Estadual (MPE) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e prestava consultoria no Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), à frente de projetos de comunicação institucional.

Pela Empresa DUNE Comunicação promovia serviços como relacionamento com a imprensa, Media Training (Treinamento para porta-voz), projetos de novas tecnologias em comunicação, produção de informativos, administração de crises, construção de imagens públicas, elaboração de discurso e produção de textos de redação jornalística, e empresarial.

Dione Amaral deixa amigos, diversos clientes nos segmentos político, empresarial, público e privado, que conquistou por conta da credibilidade profissional, pelo carisma, pelo trato com as pessoas, humildade, mulher aguerrida, esposa e mãe dedicada. Ela era cristã e membro da Comunidade Evangélica Reviver.

Neste momento de imensa tristeza, a diretoria do Sindjor/AP e toda a categoria de jornalistas e profissionais da comunicação no Estado do Amapá transmitem sinceros sentimentos aos familiares e amigos desta grande profissional que muito contribuiu com a imprensa e o Estado. Que Deus dê o conforto necessário a todos.

O velório acontece até às 17h, deste domingo, 30 de novembro, na Capela São José, na Avenida Cora de Carvalho, esquina com a Rua Jovino Dinoá, no Bairro Central. O sepultamento ocorrerá em Belém.

Macapá, 30 de Novembro de 2014.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amapá – SINDJOR/AP

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*