Poema de agora: A travessia – Jaci Rocha

Foto: Elton Tavares

A travessia

Não preciso de um GPS
Preciso de uma ponta de luar
Da brisa do vento
P’ra dizer do tempo o movimento…

Vida, andar por sob as nuvens
Não é tão simples quanto parece
Mas o coração aquece
Sob a luz alaranjada do sol…

E eu ainda nem sei
Se o piloto sabe para onde vamos
Na rota do bem viver, o sr. Destino convida:
‘attraversiamo’!

Entre a próxima janela e a máxima geografia
Mora mais de mim e eu nem sabia
Que tudo tinha de ser exatamente assim
E eis a métrica da descoberta de um horizonte sem-fim.

O movimento é matemática e poesia
Nos leva, sem termo de consentimento
Para a incrível grande viagem:
O segundo seguinte, instante precário.

Jaci Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *