Poema de agora: Claridade (Thiago Soeiro) – @ThiagoSoeiro

10675690_774877719235818_828770082228121128_n

Claridade

Onde fica a luz do fim do túnel?
É difícil saber em certos dias
Onde nem a rotina aguenta
O poema perdido
A palavra que é enfiada
Afida no peito
Corta laços invisíveis
Que só o tempo faz esquecer
Você leu o jornal pela manhã
A notícia era escura:
Nesta cidade não se escreve
mais poemas de amor.

Thiago Soeiro

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*