Poema de agora: Perguntas a Papai Noel – Arthur Nery Marinho

tumblr_nh3h28nekh1qlu1oco1_500

Quando em criança o sapato
que tinha pus à janela
lhe esperando. Noutro dia
nem sapato e nem chinela.

Quando em rapaz lhe pedi
para me dar meu amor.
Aqui estou sozinho e triste
fazendo versos de dor.

Que lhe fiz, que não me olha?
que lhe fiz, que não me escuta?
Responda, Papai Noel!
Papai Noel filho da puta!

Esse poema do Arthur está no livro “Sermão de Mágoas”, lançado em 1993. Arthur era Jornalista, poeta e músico.
*Contribuição de Alcinéa Cavalcante

  • Avatar

    Parabéns!…Este espaço para a poesia nos permite uma compreensão em outro nível de captações de compreensão das coisas,palavras e ideias ,através da sensibilidade original dos poetas..
    Muito interessante!…e inspirador.

  • Avatar

    Pherissima!
    Poetaço… participante do Grupo de Poetas.
    Que começaram a poesia que atualmente se faz no Amapá…
    De excelente qualidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *