Poema de agora: UM PORTO É UM VASTO MUNDO – (Paulo Tarso Barros)

UM PORTO É UM VASTO MUNDO

Um porto é um vasto mundo
onde os viajantes
buscam razões de ser
ou desencontram-se dos seus
mais íntimos caminhos.

Vejo os portos
como o astronauta
vê a terrazul:
são lindos
mas não me pertencem;
são úteis porque
não sentem saudades.

Paulo Tarso Barros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *