Poema de agora: Verso Fálico (Obdias Araújo)


Verso Fálico (Obdias Araújo)

Dizes que
não me entendes.
Na realidade
Não quero que
me compreendas.
Quero sim
Que me mantenhas preso
Ao teu tronco feito a jabuticaba
Em frente à tua casa
Que me tragas presa fácil
De teu sexo
Que me mastigues e engula
Feito um naco de queijo parmesão
Que é duro como é duro duro duro
O meu desejo
Quando falo falo¿ falo!
Contigo…

Obdias Araújo
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

Commentários
  1. Telma da Cunha

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*