Projeto ligado à Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres vai capacitar professores da rede pública

“A violência do racismo e o impacto na saúde das mulheres negras” será o tema da aula inaugural do projeto de extensão universitária Violência contra a Mulher: táticas e processos de transformação. O evento será na sexta-feira, 11, às 18h30, no hall do Centro Integrado de Pesquisa e Pós-graduação – Cipp/Unifap (“Prédio Aranha”). O projeto é destinado aos professores da rede pública a fim de sensibilizá-los sobre as relações sociais de gênero e suas implicações no enfrentamento à violência contra as mulheres.

O projeto é parte de uma política nacional da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Por considerarem a escola como um dos espaços democráticos da sociedade, os coordenadores optaram por envolver professores, para que tenham um arcabouço teórico e possam difundir entre crianças e adolescentes de que forma as mulheres podem proteger-se e denunciar as mais diversas violências sofridas no âmbito social.

“Nós queremos contribuir para uma melhor preparação dos agentes educacionais e consequentemente sua intervenção junto à comunidade que atendem em sala de aula e seus entornos sobre os direitos das mulheres de viver sem violência”, explicou uma das coordenadoras do evento, professora Conceição Cordeiro. Além de professores, o projeto terá a participação de 250 pessoas entre psicólogos, profissionais de serviço social e acadêmicos dos cursos de licenciatura que estejam cursando o último semestre.

Violência contra a mulher negra

O evento também irá focar na violência do racismo e o impacto da saúde das mulheres negras, historicamente esquecidas. A temática será exposta pela professora da Universidade Federal do Pará, Zélia Amadeu, que irá colocar em voga o que preconiza o mapa da violência contra as mulheres negras, onde é informado que são as mais afetadas pela violência social.

As mulheres negras, diferentes das brancas, historicamente foram arrancadas do seio de suas famílias, escravizadas, os filhos levados e maridos vendidos. “É um tema proposital, considerando o dia 25 de julho em que foi comemorado o dia das mulheres negras. Essa temática será um diferencial, tratando a violência de forma difusa e enfocando nas mulheres negras”, explicou Conceição Cordeiro. Os temas dos encontros foram propostos a partir da descrição popular do universo das mulheres.

Irão participar da Aula Magna do evento: a reitora da Universidade Federal do Amapá (Unifap), professora Eliane Superti; a pró-reitora de graduação, Margareth Guerra; a secretária nacional de políticas públicas para as mulheres, Fátima Pelaes; a deputada Cristina Almeida; a representante estadual de políticas para as mulheres, Maria Pereira Nascimento; e a coordenadora do curso, professora Conceição Cordeiro.

Serviço:
Dia: 11/08/2017
Horário: 18h
Local: Hall do Centro Integrado de Pesquisa e Pós-graduação – Cipp/Unifap (“Prédio Aranha”), CAMPUS MARCO ZERO.
Contato: Conceição Cordeiro (coordenadora do evento): 98128-9440

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*