Se a Dilma gostasse tanto assim de mim, ela não tinha me sacaneado, disse Nestor Cerveró

foto

Primeiro que eu conheço a Dilma, e aí eu fiquei muito cabreiro [sobre interferência]. Embora eu conheça a intimidade da Dilma com o Delcídio, se a Dilma gostasse tanto assim de mim, ela não tinha me sacaneado –desculpe a expressão– há um ano, quase dois anos atrás, quando fugiu da responsabilidade dizendo que tinha aprovado Pasadena porque eu não tinha dado as informações completas.

Nestor Cerveró, ex-diretor da área Internacional da Petrobras, soltando os cachorros contra a presidente afastada, Dilma Rousseff, durante as negociações de sua delação premiada.

Fonte: Espaço Aberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *