Sistema de ensino referência no Brasil é apresentado à Rede Municipal de Pedra Branca

Representantes do Grupo Positivo de Ensino apresentam plataforma a professores e coordenadores pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação, em Pedra Branca do Amapari. O sistema, com 45 anos de existência, é referência em escolas particulares de todo o Brasil, mas com presença também na esfera pública. A apresentação será no próximo dia 16, às 9h, no auditório da Secretaria Municipal de Governo, Indústria, Comércio e Mineração (Semug).

Há cerca de dez anos, além do sistema Positivo de Ensino, criado para as escolas particulares, o Grupo Positivo desenvolve sistema de ensino próprio para a educação pública, o Aprende Brasil, que considera as políticas públicas voltadas para a educação. Este sistema trabalha uma abordagem e tempo didáticos distintos criado para as escolas particulares, mas se utiliza das mesmas ferramentas e concepção didáticas, fundamentadas na Lei de Diretrizes e Base da Educação (LDB), do Ministério da Educação.

São oferecidos livros didáticos integrados para alunos e professores; plataforma virtual de aprendizagem; formação continuada para as equipes técnico-pedagógicas e docentes; sistema de avaliação de aprendizagem com testes online; ferramenta de acompanhamento da gestão e dos resultados educacionais no município, entre outros.

IDEB

No ano de 2015, a média das intuições conveniadas ao sistema de ensino Aprende Brasil foi de 6.1, 15% acima da média Brasil, de 5.3, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Nesse ano, dos 132 municípios conveniados com notas válidas no IDEB, 86%, o equivalente a 114, atingiram a meta para 2015. E 48 deles, já atingiram a meta para 2021.

Pedra Branca do Amapari conta com 12 escolas municipais entre zona rural (7) e da sede do município (5), num total de 1.986 alunos do ensino regular (1º e 2º períodos e 1º ao 5º ano), EJA, Educação Especial e Reforço.

De acordo com a prefeita Beth Pelaes, o interesse do Município em contratar o sistema de aprendizagem não está restrito apenas ao alcance das metas do IDEB, mas também à melhoria da formação intelectual e de cidadania da criança, integrada à escola e à família. “Com uma educação infantil e fundamental forte, certamente conseguiremos apresentar estudantes mais preparados para o ensino médio e, consequentemente, para o Enem”.

Keila Gibson
Assessora de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *