2º Colóquio Amapaense de Fotografia

O Museu da Imagem e do Som (MIS), realizará, no período de 18 a 21 de agosto de 2010, o 2º Colóquio Amapaense de Fotografia. O MIS funciona no Teatro das Bacabeiras, no centro de Macapá. EsTe é um momento de reunir a galera que curte fotografia no Estado, paratrocar idéias e experiências em comemoração ao dia da fotografia, no Dia 19 deste mês. Prestigie!

Curso de fotografia

Por Alexandre Brito
Caros surfistas de pixels, estarei ministrando um curso de fotografia no Museu da Imagem e do Som, no período de 19 a 24 de julho, das 17 às 20h. São apenas 20 vagas na turma, portanto é bom se apressar. As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas na sala do Museu da Imagem e do Som, no Teatro das Bacabeiras, mesmo local onde vai rolar o curso. Recado dado!

Parabéns MIS

Imagem premiada – Foto de Maksuel Martins
O Museu da Imagem e do Som do Amapá (MIS), com sede no Teatro das Bacabeiras, divulgou o vencedor de um concurso de fotografia, categoria “amador”. A imagem vencedora, intitulada “Desenho de Deus” é, de acordo com o MIS, uma composição limpa e equilibrada. Mais informações na página da instituição, que contribui com o aprimoramento nas áreas da imagem e do som. Leia: http://museudaimagemedosom.blogspot.com/
O vencedor do concurso foi Maksuel Martins, professor de fotografia, que foi aluno de duas das oficinas promovidas pelo MIS, Iluminação e Fotografia, dentro do projeto Teia Cultural da Secretaria Estadual de Cultura do Amapá (Secult).

Exposição fotográfica: Cultura Quilombola no país

Na proxima quinta-feira (8), às 16h, você poderá conferir a Exposição Quilombolas – Tradições e Cultura da Resistência, do fotógrafo documentarista André Cypriano, no Museu Fortaleza de São José de Macapá.

Serão apresentadas 27 fotografias em preto-e-branco, no formato 50 cm x 75 cm; sete fotografias panorâmicas, no formato 40 cm x 110 cm, seis fotografias em preto-e-branco 30 x 40 cm, dois mapas, cinco painéis de textos e legendas. O material original faz parte do livro Quilombolas – Tradições e cultura da resistência, com fotografias de André Cypriano e pesquisa de Rafael Sanzio Araújo dos Anjos.

De acordo com a Assessoria de Imprensa Baobá, a mostra pretende divulgar a realidade das comunidades quilombolas brasileiras e incentivar o diálogo entre as comunidades afrodescendentes de cada região do país por onde passa, dando-lhes visibilidade e enfatizando as questões sociais, culturais, reconhecimento e participação social.

André Cypriano conta que o registro fotográfico é o resultado da pesquisa de campo em 11 comunidades negras remanescentes dos quilombos no Brasil, incluindo o Quilombo de Curiaú, localizado a oito quilômetros de Macapá, com cerca de 360 famílias. Foi nesta região que chegaram, em 1751, os primeiros negros escravos trazidos por famílias do RJ, PE, BA e MA e muitos vindos da Guiné.

Quem é André Cypriano?

Nasceu no ano de 1964, em São Paulo. Em 1990, um ano após a sua mudança para os Estados Unidos, André começou a estudar fotografia em São Francisco. Desde então tem completado vários projetos que têm sido expostos em galerias e museus no Brasil, na Europa e nos EUA. Como parte de um projeto de longo prazo, começou a documentar estilos de vida tradicionais e práticas de sociedades em lugares menos conhecidos nos remotos cantos do mundo. Cypriano fotografou o povo de Nias, na costa oeste da Sumatra (Nias: pulando pedras), práticas de rituais em Bali (Bali: uma busca espiritual). Seus documentários fotográficos têm sido usados em seminários educativos. Atualmente, ele trabalha como fotógrafo freelancer em Nova York e Rio de Janeiro, dando continuidade a seus projetos sociais e culturais, um deles é a exposição Quilombolas – Tradições e Cultura da Resistência.

Datas e horários para apreciar as fotografias de Cypriano: De 09 de abril a 09 de maio de 2010. De terça a domingo, das 9h às 18h. Lá no Museu da Fortaleza de São José de Macapá! Entrada Gratuita.

Fonte: Assessoria de Imprensa: Baobá Comunicação, Cultura e Conteúdo e Blog Papel de Seda