Começa primeiro LIRAa de 2021 para monitorar a proliferação do Aedes Aegypti em Macapá

A Divisão de Controle da Dengue da Vigilância Ambiental de Macapá, ligada à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), iniciou na segunda-feira (25) o primeiro dos seis ciclos anuais do Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa). O método de amostragem levanta os índices constantes de infestação em Macapá por bairro. A previsão de término do primeiro ciclo é dia 03 de fevereiro.

O trabalho é realizado em 67 bairros de Macapá pelos agentes de endemias da Vigilância Ambiental, que trabalham com visitas e fiscalizações de porta em porta. Toda equipe está devidamente identificada e, por imposição do período de pandemia, utiliza os Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) necessários para execução da atividade.

Meta

A meta é visitar 6.743 imóveis para identificar precocemente a presença dos vetores Aedes aegypti/albopictus. Segundo a secretária municipal de Saúde, Karlene Lamberg, após a conclusão do primeiro ciclo, serão traçadas estratégias para conter a disseminação do mosquito e, com isso, diminuir os índices de notificações de agravos como Dengue, Zika, Chikungunia, febre amarela urbana, entre outras.

A secretária ressalta ainda que a colaboração da sociedade é importante nesse monitoramento: “Nós pedimos que a população ajude a combater os mosquitos, fazendo com frequência a limpeza dos quintais e áreas externas e internas das residências”, concluiu Karlene.

Disk Mosquito

Além de cuidar dos quintais, a população pode ajudar solicitando a visita de um agente de endemias ou pode fazer denúncia de logradouros abandonados. Para isso, a Semsa disponibiliza o Disque-Mosquito no número telefone 98813- 3779. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Cristiane Mareco
Secretaria Municipal de Comunicação Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *