Hoje é o Dia Nacional do Café – Por Elton Tavares

Hoje é o Dia Nacional do Café, bebida mais consumida do mundo. A ideia de comemorar o Dia Nacional do Café nessa data partiu da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), pois é nessa época do ano que, no Brasil, dá-se início à colheita de café na maioria das regiões produtoras do País.

Produzido a partir dos grãos do fruto do cafeeiro, o café já foi, em 1980, ele era a segunda mercadoria mais vendida em todo o mundo, ficando atrás apenas do petróleo.

Em 2013, tomando café com a fotógrafa Márcia do Carmo, entre uma pauta e outra.

O café começou a ser produzido na Etiópia, mas foi no Egito e Europa que ele se difundiu para o restante do mundo. Em 1727, o governador do Estado do Grão-Pará enviou o sargento-mor Francisco de Melo Palheta em uma viagem, encarregando o oficial de conseguir trazer algumas mudas de café para plantação. Na Guiana Francesa, o sargento conseguiu ganhar a confiança da esposa de um importante político de lá, e foi ela quem deu uma muda de café-arábico, trazida para o Brasil de forma clandestina.

Por apresentar sabor agradável e por ser estimulante, o café era o produto da moda digno de receber grandes investimentos. O crescente interesse pela bebida permitiu sua “globalização” e facilitou a intervenção cultural tanto nas formas de consumo quanto nas técnicas de plantio.

Em 2020, tomando o café da quarentena.

Na nossa história, o Dia do Café relembra o início das grandes plantações cafeeiras no país, responsáveis por representar um importante período histórico para o desenvolvimento da economia e sociedade brasileira. Atualmente, mais de 1,8 milhão de hectares no país são dedicados ao cultivo do grão.

De acordo com dados da ABIC, aproximadamente 9 em cada 10 brasileiros com mais de 15 anos consomem café. Seja ele carioca, cappuchino, expresso ou americano… O café é sem dúvidas um “queridinho” no país.

Hoje, no vício.

O Brasil é o maior produtor e exportador de café no mundo e o estado de Minas Gerais concentra a maior parte da produção cafeeira no território.

O produto que, durante muito tempo foi o principal produto agrícola do Brasil, é o predileto de nove entre 10 jornalistas. Se a pessoa for fumante então, é café e cigarrete pra caramba. Pois numa redação falta tudo, menos café. Eu, por exemplo, tomo litros no trabalho. Aliás, ele salva todos os dias.

Este texto foi somente pra “encher linguiça” na sessão “datas curiosas” deste site, mas tá valendo. Vai um cafezinho?

Elton Tavares

Fonte: Callendar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.