Igreja Matriz de São José de Macapá recebe obras de recuperação

igreja1

Por Paula Monteiro

igrejadesaojoseewerton

Igreja por dentro – Foto: Ewerton França

A degradação por conta da ação do tempo na Igreja Matriz de São José de Macapá será revertida. Por anos, o patrimônio histórico do século XVIII sofreu desgaste e a estrutura física estava comprometida. Há duas semanas, a Prefeitura de Macapá começou o trabalho de manutenção para garantir o bom funcionamento da paróquia. As obras não têm prazo para serem concluídas.

Os serviços são de recuperação das calhas com a limpeza e impermeabilização, descupinização e manutenção do telhado, além da avaliação estrutural da igreja, realizada pelo engenheiro Archimino Sthay, especialista em estrutura tecnológica de material de construção e patologias. “Estamos fazendo essa recuperação devido a importância do patrimônio histórico. É bom frisar que não trata-se de uma reforma, mas sim de manutenção de caráter emergencial”, explicou o coordenador de obras da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana (Semob), Antônio Silva.macapá2

Em 2013, a Defesa Civil do Estado entregou um laudo técnico sobre as deficiências da estrutura da diocese ao pároco padre Lourenço Filho. O documento dava prazo de 90 dias para a elaboração do plano de recuperação do local. Na época, a Defesa Civil afirmou que os problemas encontrados na igreja não colocavam em risco a vida dos frequentadores e, por isso, não houve necessidade imediata de interdição. “Os trabalhos são realizados de acordo com as chuvas, pois o mau tempo impede alguns serviços. Somente quando fizermos a descupinização a igreja ficará interditada temporariamente para os visitantes”, finalizou Silva.

Símbolo do catolicismo

igrejaFotoJorge

Igreja de São José – Foto: Jorge Júnior

A Igreja Matriz de São José de Macapá é um dos símbolos mais fortes do catolicismo no Amapá e também representa o começo do povoamento da capital. A paróquia participa de festividades como o círio de Nazaré e o Círio de São José que atrai centenas de fiéis. A Igreja de São José também realizava os saudosos arraiais de São José, padroeiro da capital, que ocorriam na Praça Veiga Cabral.

O trabalho cauteloso, que visa preservar a construção bicentenária, é executado pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana (Semob), baseado nas orientações repassadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O trabalho é acompanhado por uma comissão de representantes da igreja católica, Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), Prefeitura de Macapá, Universidade Federal do Amapá (Unifap), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e instituições da sociedade civil.

Fonte: Portal Amazônia

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*