Lives cênicas apresentam personagens Matintaperera e Curupira para crianças e adultos

Matintaperera e Curupira, personagens conhecidos do lendário amazônico, saem do lugar mais escondido da floresta para chegar à casa das crianças, via internet, levando histórias com humor, mistério e um apelo por preservação ambiental e pela cultura indígena brasileira. Esta é a ideia das lives cênicas “Contos do Índio e da Floresta”, que serão apresentadas na plataforma digital Sympla aos sábados e domingos, às 15h, a partir do dia 3 de outubro. A temporada na plataforma acontecerá até final de novembro.

A série de live cênicas não deriva de nenhuma peça teatral, como tem sido frequente desde que os artistas do teatro migraram para o ambiente digital devido a pandemia de Covid-19 e o fechamento das casas de espetáculos.

Os atores Claudio Marinho e Viviane Bernard pesquisaram os contos indígenas para costurar a narrativa das apresentações diante das câmeras. “Atualmente há um questionamento se isso é teatro ou não. Pra mim é claro que não é teatro porque não tem presença física do público, não tem encontro com o artista. Mas é um novo espaço de experimentação, de descobertas estéticas e narrativas. Este produto já nasceu para ser mostrado na internet”, diz Claudio Marinho, ator paraense radicado em São Paulo.

Ingressos e contribuição voluntária

Os ingressos custam R$ 10,00 por acesso e o link pode ser aberto em qualquer aparelho com acesso à internet e zoom instalado: tablet, computador, celular e até mesmo nas TVs e consoles de videogames – ainda com a possibilidade de espelhar conteúdos na TV. Cada link dá acesso a um IP, que pode ser compartilhado com todos que estiverem no mesmo local.

Como a cultura foi o setor mais impactado com a pandemia, a produção abriu vendas de ingressos solidários, a título de contribuição: o ingresso é o mesmo, tem as mesmas características.

Contudo, tem custos maiores pois incluem o valor do ingresso e uma doação da família que quiser e puder contribuir com o projeto piloto e com os artistas que dele participam. As doações (já incluindo o valor do ingresso) podem ser nos valores de R$30,00 e R$100,00. Os valores são destinados aos profissionais envolvidos no projeto, todos autônomos e que perderam parte significativa das suas rendas formais durante o isolamento social.

SERVIÇO:

“Contos do Índio e da Floresta – Por Matintaperera” será apresentado de 03 de outubro a 28 de novembro, aos sábados, às 15h.

“Contos do Índio e da Floresta – Por Curupira” será apresentado de 04 de outubro a 29 de novembro, aos domingos, às 15h.

Venda de ingressos e acesso à transmissão: www.sympla.com.br/contosdoindioedafloresta

Necessidades técnicas para acessar a apresentação: baixar o aplicativo Zoom preferencialmente no PC ou notebook. Também é possível assistir por tablet, celular ou emparelhamento com Smart TV.

Ingressos: R$ 10,00 (ingresso por acesso)

Ingressos solidários: de R$ 30,00 a R$ 100,00

Duração: 25 minutos cada uma das apresentações

Classificação indicativa: livre

(Recomendação da produção: a partir de 4 anos)

Dulcivânia Freitas
Jornalista – DRT-PB 1.063/96
0xx96-98102-0238

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *