Moradores de Laranjal do Jari pedem apoio do MP-AP para asfaltamento e reforço na segurança pública

A Corregedoria-Geral do Ministério Público do Amapá (MP-AP) realizou nesta segunda-feira (23), no auditório da Promotoria de Justiça de Laranjal do Jari, audiência pública para ouvir a comunidade sobre a atuação ministerial no município, visando aperfeiçoar os serviços prestados no sul do Estado. As lideranças comunitárias pediram apoio do MP-AP para que sejam atendidos nas reivindicações de asfaltamento nos bairros e assentamentos, bem como reforço na segurança pública.

A audiência, presidida pela Corregedora-Geral do MP-AP, Estela Sá, contou com a participação da coordenadora das Promotorias de Laranjal do Jari, promotora de Justiça Samile Alcolumbre de Brito; da promotora substituta Clarisse Lax; prefeito Márcio Serrão; vice-prefeito João Tadeu da Silva; vereador Marcelo Padilha, representando a Câmara Municipal; defensor público Ronald da Luz Barrado Junior, coordenador do Núcleo da Defensoria Pública de Laranjal do Jari; do delegado de Polícia Civil, Estéfano da Silva Santos; sub-comandante da Polícia Militar do Amapá (PMAP), major Amoras; delegados de Polícia Civil, Defensores Públicos, vereadores e lideranças comunitárias.

Estela Sá abriu os trabalhos fazendo uma retrospectiva das demandas apontadas na última audiência realizada em 2017, onde um dos problemas prioritários foi suprimido com a contratação pelo Estado de novos delegados de Polícia Civil. Atualmente, o município conta com 4 delegados efetivos no município.

Os presidentes de bairro e líderes comunitários participaram ativamente, elogiando a resolução de alguns problemas com a ajuda da Promotoria de Laranjal do Jari, e expondo as principais carências de suas comunidades. Disseram que procuram o MP-AP porque não estão obtendo retorno dos órgãos públicos, principalmente com relação à falta de asfaltamento na BR-156, que causa transtornos e problemas de saúde aos moradores que ficam às margens da rodovia que dá acesso à sede municipal. A segurança pública também foi bastante requisitada no que diz respeito às drogas e, consequências como crimes de furto, assalto e até homicídios.

Samile Brito falou do trabalho conjunto do MP-AP com a Polícia Civil, PMAP e Guarda Municipal traçando estratégias de atuação no combate ao tráfico de drogas. O delegado Estéfano reforçou a união das instituições e pediu o apoio da população para que forneçam informações, fotos e vídeos por meio do disk-denúncia, que possam ajudar nas investigações e, consequente diligência de repressão.

Waldemira Coelho de Carvalho, presidente da Associação do Bairro Sarney, avaliou como muito boa a audiência para promover a aproximação com as autoridades e buscar soluções para as demandas dos moradores da sua localidade. “Podemos falar aquilo que a gente sente, desabafar e também pedir ajuda para o que nós sozinhos não podemos resolver”, manifestou Waldemira.

Estela Sá elogiou a atuação dos promotores de Justiça Samile Alcolumbre e Rodrigo Viana Assis, titulares da 1ª e 2ª Promotorias de Laranjal do Jari, agradeceu às autoridades, delegados e defensores públicos e a presença de todos e da equipe da Corregedoria-Geral, que tem como assessores os promotores de Justiça Horácio Coutinho e Alexandre Monteiro, e os servidores e assessores jurídicos Jane Picanço, Lidiane Alencar e Ualase Leite.

“Meu maior agradecimento vai para as lideranças que estão aqui representando a comunidade, e dizer para vocês que não desistam, continuem com esse trabalho maravilhoso, porque vocês são e fazem a grande diferença no Vale do Jari. Vocês são as vozes atuantes de muitos que não têm coragem de vir aqui ou em qualquer instituição para buscar seus direitos. Vocês têm que ter essa consciência, de buscar esses direitos, e o MP está de portas abertas para recebê-los”, finalizou a Corregedora-geral do MP-AP.

SERVIÇO:

Gilvana Santos
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *