MP-AP participa da campanha contra a violência e abuso sexual de crianças e adolescentes, em Laranjal do Jari

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por intermédio da Promotoria de Justiça de Laranjal do Jari, participou na última sexta-feira (4), da abertura da “Campanha de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes”. A programação realizada em alusão ao 18 de maio, instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil, aconteceu na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas).

Para mobilizar a comunidade a participar dos projetos voltados para o combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes, a Smas promoveu o evento com o apoio da Promotoria de Laranjal do Jari. A data foi idealizada por conta de um crime bárbaro, ocorrido em 18 de maio de 1973, no Estado do Espírito Santo, quando a criança Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada, drogada, violentada e morta com apenas oito anos de idade. Mesmo com a grande comoção por parte da mídia em noticiar o fato, o caso ficou impune.

Segundo a secretária da Assistência Social do município, Ana Beatriz Moreira Pombo, é preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livre de abuso e da exploração. Com isso, a proposta é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade para essa luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.

“Parabenizo a secretária Ana Beatriz Moreira pelo forte desempenho nessa campanha contra o assédio e abuso de crianças e adolescentes aqui no município, com muita organização e cuidado. O MP-AP veio somar forças no desenvolvimento dessa campanha nas escolas, bairros e instituições locais, por meio de palestras e informações visando à proteção infanto-juvenil”, ressaltou a promotora de Justiça Samile Alcolumbre de Brito, coordenadora das Promotorias de Laranjal do jari.

Participaram do evento o prefeito do município, Márcio Serrão; o vice-prefeito, João Tadeu; a presidente da Rede de Enfrentamento à Exploração e Abuso Sexual contra a criança e adolescente, Edna Maria de Souza; a presidente do Conselho Tutelar, Kátia Samara Freitas; a presidente do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Flávia Sidele; e a comandante da Polícia Militar em Laranjal do Jari, Josélia Almeida Faria.

SERVIÇO:

Elton Tavares – Diretor de comunicação do MP-AP
Texto: Anita Flexa
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *