Município faz ações de combate à malária na região do Maruanum

Agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Macapá desenvolvem ações de combate à malária no distrito do Maruanum. Estão sendo feitas atividades de borrifação em domicílios, notificação, busca ativa de casos da doença, exames com diagnósticos, reconhecimento geográfico, de educação e saúde. Estes trabalhos acontecerão até 25 deste mês.

O coordenador de Controle e Combate à Malária, Jailson Ferreira, ressalta que o último levantamento feito pelo programa municipal revela uma diminuição de 6,5% dos casos confirmados, em comparação ao mesmo período de 2017. “Em Macapá, desenvolvemos ações preventivas em todos os bairros da capital e distrito, pois a malária é muito encontrada nesse período em áreas de ressaca, assentamentos, que favorecem os criadouros dos vetores. E o Maruanum e localidades vizinhas são umas dessas áreas endêmicas com mata e alagado”, explica.

As atividades atenderão as localidades do Marcos, Santa Luzia, Peixe Boi, Ariri, São Raimundo, Bacaba, Fátima, Catinho, Maçaranduba, Maruanum II, Torrão do Matapí, Tessalônica, Campina Grande e Ramal das Armas.

A malária

É uma doença febril, transmitida pela picada de um mosquito infectado pelo Plasmodium, um parasita. No Brasil, a principal forma da doença é a vivax, mais branda, que oferece pouco risco de morte, 99% dos casos são registrados na Amazônia. Depois que o mosquito infectado pica uma pessoa, os parasitas vão primeiramente para o fígado. Nessa fase da doença, o doente pode sentir cansaço, fadiga e náusea.

Em seguida, os parasitas caem na corrente sanguínea. É quando aparecem os principais sintomas da malária – febre alta, calafrios, tremores, suores excessivos e dor de cabeça. No começo, os sintomas podem ser diários. Depois, podem aparecer de forma cíclica, a cada dois ou três dias, por exemplo. (Fonte: Ministério da Saúde)

Cliver Campos
Assessor de comunicação/PMM
Contatos: 98126 0880 / 991758550
Fotos: Arquivo Semsa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *