PF desmancha garimpo ilegal em Tartarugalzinho

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira (01/10) a Operação Falsino, para desarticular associação criminosa especializada na extração ilegal de recursos minerais em Tartarugalzinho/AP.

Cerca de 24 policiais federais cumprem 3 mandados de prisão temporária, 2 mandados de busca e apreensão, sendo um em Macapá e outro na área do garimpo em Tartarugalzinho e destruição de qualquer maquinário que esteja fora da área autorizada.

Segundo as investigações, que tiveram início a partir de notícia-crime, ocorria, no garimpo denominado Falsino, a extração de recursos minerais sem a autorização dos Órgãos Competentes, e após verificações no local, foi descoberto também desmatamento da área e redução a condição análoga à de escravo.

Ainda em decorrência de investigação local, foi constatado que ocorre a extração de tantalita fora da área autorizada pela Agência Nacional de Mineração – ANM (ex DNPM) e licenciado pelo Instituto do Meio Ambiente e Ordenamento Territorial do Amapá (IMAP) e extração de ouro sem autorização e sem licença dos órgãos acima.

Com base em laudo pericial foi sequestrado em desfavor de Empresa que agia como receptora do minério ilegal extraído, um montante de mais de R$ 3 milhões para recuperação da área degradada.

Os investigados irão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de usurpação de bem público da União, extração ilegal de minério e associação criminosa. Se condenado, as penas podem chegar a 9 anos de prisão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá
[email protected] | www.pf.gov.br
(96) 3213-7569

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *