Poema de agora: Avesso das coisas – Ilza Carla Reis (Vídeo e voz de Áquila Almeida – @manudosertao)

Avesso das coisas

O universo quer voltar ao princípio
porque tudo está demasiadamente duro
demasiadamente perverso

A borboleta deseja voltar ao casulo
porque, lá, ela se sente protegida
Da excessiva dureza da vida
Da descomedida perversidade dos homens

A criança chora com saudade
do ventre materno
onde ela era livre
onde o cordão umbilical era laço que unia…

Aqui fora, a criança chora
e reclama a ausência
infligida pela pressa das horas
do tempo que nunca sobra…

É preciso colocar, de novo,
as coisas no prumo!

Vai, criança!
Não dá mais pra voltar pr’o ventre
Então, segue em frente
e desavessa o mundo!

Ilza Carla Reis (Vídeo e voz de Áquila Almeida)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *