Poema de agora: Bilhete – Mário Quintana. Por @PedroStkls1, @ThiagoSoeiro e @rebeccabraga

Bilhete – Mário Quintana. Por Poetas Azuis e Rebecca Braga

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda…

[Bilhete] – Mário Quintana, in ‘Antologia Poética’

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*