Poesia de agora: IMPROVÁVEL POEMA – Pat Andrade

IMPROVÁVEL POEMA

tenho as asas do imaginário
levanto voos impossíveis
ultrapasso todos os limites
traço rotas por céus invisíveis

tenho visões assustadoras
me embriago de liberdade
mil e uma possibilidades
entre tantas realidades

tenho versos salva-vidas
me atiro no mar da poesia
navego na maré em fúria
mas também na calmaria

tenho o grito suave nas quedas
um grito ouvido em todo canto
mas tenho a voz e o passo mais firmes
a cada vez que me levanto

PAT ANDRADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *