Prefeito Clécio anuncia continuidade de projetos sociais no Residencial São José

Foi com uma grande festa no Residencial São José, na sexta-feira, 10, que ao invés de anunciar o fim dos projetos sociais executados no habitacional, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, garantiu a continuidade dessas atividades que atendem os inúmeros moradores que moram no espaço. Em 14 meses de execução no habitacional, o Plano de Desenvolvimento Sócio Territorial (PDST) beneficiou aproximadamente 15 mil pessoas, com ações de saúde, cidadania e lazer.

Nos projetos sociais (circo, capoeira, futebol, Anjos da Guarda, ballet) foram atendidas aproximadamente 350 crianças. Já os cursos de geração de emprego e renda (artesanato em sandálias, curso de salgadeiro, confeitaria básica, reaproveitamento de garrafas PET, pintura em tecido, design em sobrancelhas e embelezamento de cílios, curso de corte, hidratação e escova, operador de computador) atenderam cerca de 250 pessoas.

A empresa responsável em executar essas ações foi a Sawaki Marinho, em parceria com a Prefeitura de Macapá. A superintendente da empresa Sawaki, Suely Sawaki, disse que ficou feliz pela parceria durante a execução dos projetos. “Não existe desenvolvimento bem feito sem a participação de gestores comprometidos”, afirmou.

O PDST fomentou também processos de participação e liderança, organização e mobilização dos beneficiários do Residencial São José, que resultou na criação do Comitê de Gestão Ambiental, na formalização da Associação de Moradores, grupo de artesãs (empreendedores informais) e formação dos condomínios.

“Continuaremos com diversos projetos, como capoeira, escolinha de futebol, Anjos da Guarda, AABB Comunidade, entre outros. Não podemos encerrar o que está dando certo. Vim para agradecer e testemunhar que o São José deu certo e reafirmar nosso compromisso”, enfatizou Clécio Luís.

A moradora Margareth Pedreira relatou que toda sua família foi beneficiada com os projetos. “Estava triste já, porque pensei que íamos parar de fazer nossas atividades, mas o prefeito veio anunciar essa boa notícia. Realmente estamos muito felizes”, declarou.

“Os apartamentos são feitos de concreto e também de esperança e de dias melhores. Esse ambiente só tem sentido de existir se for cuidado, zelado, porque esse lugar é de vocês, o melhor lugar. Um privilégio participar de um projeto que deu 100% certo”, alegou o senador Randolfe Rodrigues.

O Residencial São José

É o primeiro habitacional do Amapá a ter a implantação do PDST, que está baseado na promoção da participação social, na melhoria das condições de vida dos moradores, efetivação dos direitos sociais dos beneficiários, assim como a sustentabilidade do empreendimento de acordo com os seguintes eixos norteadores do trabalho social: mobilização, organização e fortalecimento social; acompanhamento e gestão social da intervenção; educação ambiental e patrimonial; e desenvolvimento socioeconômico. Foram investidos R$ 1.253.000,00 no PDST, que é uma obrigatoriedade exigida pelo Ministério das Cidades.

Lilian Monteiro
Assessora de comunicação/Semast
Contato: 99909-7556
Fotos: Rui Brandão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *