Prefeito Clécio Luís fala sobre os trabalhos de assistência às famílias de passageiros do Anna Karoline III

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, participou na manhã desta quarta-feira, 4, de coletiva sobre o andamento das buscas de passageiros da embarcação Anna Karoline III, ocorrido no sábado, 29. Na ocasião, o chefe do Executivo municipal falou à imprensa e aos familiares das vítimas sobre o trabalho de ajuda humanitária que a gestão está adotando.

“Quando eu soube do ocorrido, fui pessoalmente ao local do incidente. Desde o primeiro momento disponibilizamos, por meio da Secretaria de Assistência Social, equipes para dar apoio às famílias, o que é primordial nesse momento. Enviamos também suporte em material como água, medicamentos, alimentação, roupas, material de higiene pessoal, combustível, além de urnas fúnebres para o translado dos corpos já resgatados. Por conta de difícil comunicação, disponibilizamos dois aparelhos móveis via satélite para colaborar no envio de boletim de informações”, relatou o prefeito Clécio.

A Prefeitura de Macapá também realizou, por meio do Decreto de Emergência, feito no domingo, 1º de março, total auxílio nos sepultamentos, onde famílias terão todo suporte para enterrar seus entes queridos. De acordo com o governador do Amapá, Waldez Góes, o Estado do Amazonas encaminhou quatro mergulhadores especializados em águas profundas para dar continuidade às buscas aos corpos que podem estar presos na embarcação, além de aporte em recursos necessários para realizar a submersão da embarcação.

A operação acontece de forma conjunta entre Comando da Marinha no Amapá, prefeituras do entorno de onde o navio naufragou, entre os municípios de Gurupá, Almeirim, Jari, Santana e Macapá, e estados do Amapá, Pará e Amazonas.

Segundo o capitão de fragata da Marinha, Carlos Augusto, com o apoio recebido do comitê, as buscas irão continuar. “A Marinha deu apoio desde o pedido de socorro recebido. Além das embarcações, foi dado suporte aéreo. Nossa equipe está no local dando toda assistência, estamos agora aguardando a empresa que foi contratada entregar o projeto para fazer a submersão da embarcação”, concluiu.

Boletim

Segundo dados oficiais divulgados pelo Governo do Amapá, no último boletim, às 20h desta quarta-feira, 49 sobreviventes foram resgatados, 25 corpos encontrados, 17 foram identificados pela Politec, em Macapá. Doze estão desaparecidos.

Assistência

A Prefeitura de Macapá instalou, por meio da Secretaria de Assistência Social, um centro de acolhimento com apoio de assistentes sociais e psicólogos para dar suporte às famílias das vítimas. O posto funciona na sede da Polícia Técnico-Científica do Amapá (Politec).

O Município disponibilizou também um canal de comunicação 24 horas, por meio do auxílio funeral (98802-8644). Nos casos de familiares e vítimas impossibilitados de irem ao prédio da Secretaria de Assistência Social, há equipes que se deslocarão para prestar atendimentos.

Estiveram presentes representantes das famílias; da Defesa Civil; o prefeito de Santana, Ofirney Sadala e representante da Prefeitura de Laranjal do Jari; presidente da Companhia das Docas de Santana, Glauco Cei; o subcomandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá, Cel. Janary Picanço; o vereador de Santana, Doutor Fabiano; o secretário de Gabinete da Prefeitura de Macapá, Sérgio Lemos; o secretário de Segurança Pública do Amapá, coronel Carlos Correa; equipes do Corpo de Bombeiros e Marinha e as secretárias de Assistência Social da capital e do Estado, Mônica Dias e Alba Nize Colares.

Amelline Borges
Assessora de comunicação/PMM
Fotos: Max Renê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *