Programa radiofônico transmitido há mais de 40 anos deve ser declarado patrimônio cultural imaterial do Amapá

jney

Para marcar o Dia Nacional da Imprensa, celebrado nesta quarta, 1 de junho, o deputado estadual Pedro DaLua protocolou o projeto de lei 155/2016 que declara o programa de rádio “Sua Excelência o Domingo” como patrimônio cultural imaterial do Amapá. O programa é apresentado por Jota Ney há mais de quatro décadas.

Jota tem mais de 50 anos de profissão como radialista e o carro-chefe de sua história no rádio, Sua Excelência “O Domingo”, que foi ao ar pela primeira vez na extinta Rádio Educadora São José de Macapá no início da década de setenta, conta hoje com mais de 40 anos. A Rádio Educadora, aliás, foi fundada em 15 de agosto de 1968.

João Silva, irmão do radialista, e que também já participou da bancada do programa, relata como tudo começou:

jotaney (1)
O padrinho forte que sobrou a brasa da ideia até virar uma grande língua de fogo foi José Moacir Banhos de Araújo (“A Discoteca da Saudade”), vendo que a cidade estava triste, sem um programa de rádio que levasse entretenimento às famílias de Macapá. O Moacir queria um programa alegre, que desse uma cara alegre para nossa cidade, ou seja, que incentivasse os bailes sociais, os concursos de beleza, os clubes, o futebol, o carnaval, o marabaixo, o batuque, as tradições do povo amapaense. A tudo isso o J.Ney acrescentou o seu conhecimento sobre a história da cidade, suas figuras populares e mais: música no capricho, samba, muita informação colhida nas ruas, nas praças, no contato direto com o ouvinte, na hora em que o fato estava acontecendo. O ‘arrastão’ do rádio deu certo, como se vê. O programa está no ar quase 50 anos. Depois da R.E passou pela Rádio Cidade, pela RDM, pela Rádio Antena-1 e agora é transmitido dos estúdios da Rádio Diário-FM, sem perder a alegria, a popularidade, a diversidade de informação, o olhar atencioso sobre a nossa cidade, sem deixar de exigir o que ela merece, o que merecem os seus habitantes”.

Assessoria de Comunicação Social do Deputado Pedro DaLua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *