Reconhecimento: presidente do CNPG participa de homenagem ao presidente do Senado realizada pelo MPMG

Presidente do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG) e procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, participou nesta segunda-feira (7), em Belo Horizonte, da solenidade em homenagem ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, ex-estagiário do Ministério Público de Minas Gerais, em reconhecimento aos serviços prestados ao MP. A sessão foi conduzida pelo PGJ do @mpmg.oficial, Jarbas Soares, e contou com a presença e participação virtual dos dirigentes do MPMG, do senador Antônio Anastasia e outras lideranças institucionais e políticas.

Em sua fala, o senador Rodrigo Pacheco destacou o relevante trabalho realizado pelo ex-presidente da Casa, o senador amapaense Davi Alcolumbre. Para a presidente do CNPG, foi uma oportunidade de reconhecer e valorizar o trabalho daqueles que já contribuíram para o crescimento do Ministério Público Brasileiro e que continuam demonstrando compromisso com o fortalecimento do MP, com as causas coletivas e a defesa intransigente da sociedade.

Em seu pronunciamento, o presidente do Congresso Nacional, afirmou que recebia a homenagem mais importante da sua carreira político-jurídica.

O bom filho à casa torna” assim, o procurador-geral de Justiça, Jarbas Soares Júnior, iniciou o seu discurso, na solenidade de homenagem ao presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco. A mensagem de abertura faz referência ao fato de o presidente do Senado ter estagiado no Ministério Público de Minas Gerais, em 1997, quando integrou a equipe do então promotor Gustavo Mansur Balsamão, hoje, procurador de Justiça.

Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) no ano de 2000, especializou-se em Direito Penal Econômico, pelo Instituto Brasileiro de Ciências Econômicas Criminais (IBCCRIM), e atuou como advogado criminalista. Em 1997, foi estagiário do Ministério Público de Minas Gerais. Posteriormente, foi estagiar em escritório de advocacia e acabou tornando-se sócio em um escritório que atuou em processos como os do Mensalão. Pacheco desligou-se em 2016, foi defensor dativo da Justiça Federal, membro do Conselho de Criminologia e Política Criminal do Estado de Minas Gerais (CCPC), auditor do Tribunal de Justiça Desportiva, além de professor universitário.

O procurador-geral de Justiça, Jarbas Soares Júnior, destacou o perfil de mineiridade do presidente do Senado. “Ele jamais será levado ao confronto desnecessário. A conciliação é a vocação dos homens deste Estado. O MPMG se orgulha de ter feito parte da sua formação. Jogue água nas labaredas que querem consumir as garantias, a autonomia e as prerrogativas dadas pelo constituinte, às instituições do Estado. Há tempo para tudo, inclusive, para deliberar. As suas mãos são limpas, use-as. Não se acomode, mas também não se apresse. Nunca se esqueça dos caminhos percorridos. Confiamos em você ”, conclui.

Participaram da cerimônia:

O governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema; Vice-Governador Paulo Brant; Senador Antônio Augusto Anastasia; Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, Deputado Estadual Agostinho Patrus; Presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Gilson Soares; Defensor Público Geral, Gério Patrocínio Soares; Presidente da Associação Nacional Dos Membros Do Ministério Público, Manoel Victor Sereni Murrieta e Tavares; Presidente da Associação Mineira do Ministério Público; Eneias Xavier Gomes; Vice-Presidente da AMMP, Larissa Rodrigues Amaral; Procurador de Justiça aposentado e Conselheiro do Conselho Curador do Memorial, Joaquim Cabral Neto; Procurador de Justiça Gustavo Mansur Balsamão; Secretário de Governo Igor Eto; Procurador-Geral da Justiça Militar Duarte; Presidente da Associação Mineira dos Magistrados, Desembargador Alberto Diniz Júnior; Vice-Presidente da Associação Mineira do Ministério Público, Larissa Rodrigues Amaral; Presidente da Associação do Ministério Público de Minas Gerais, Enéias Xavier Gomes.

Remotamente:

Presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho Nacional de Justiça, Ministro Humberto Martins; Presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, desembargador Alexandre Victor de Carvalho, Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Minas Gerais, Raimundo Cândido Júnior.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Ana Girlene – Com informações da Assessoria de Comunicação do MPMG
E-mail: [email protected]
Contato: (96) 3198-1616

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *