Reunião orienta empresários sobre medidas de higiene contra o Covid-19 para o transporte coletivo em Macapá

Empresários do transporte coletivo de Macapá receberam orientações sobre medidas de higiene nos ônibus na tarde desta quarta-feira, 18, durante reunião na prefeitura. As medidas obedecem às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), com métodos básicos de higiene para evitar a proliferação do Coronavírus (Covid-19).

“É importante que todos possam cumprir as determinações de higiene para que possamos evitar a disseminação do vírus e garantir a saúde de todos. Os empresários já informaram sobre a diminuição de 60% de passageiros, mas devemos garantir os cuidados em toda a capital”, destacou o subsecretário de Vigilância em Saúde de Macapá, Eldren Lage.

As recomendações do Ministério da Saúde quanto às medidas gerais válidas de prevenção individual foram em relação à etiqueta respiratória, ou seja, métodos como cobrir a boca com o antebraço ou lenço descartável ao tossir e espirrar. Dessa forma, a reunião definiu os cuidados com a higiene pessoal dos cobradores e motoristas, uso de álcool em gel e máscaras, além da higienização dos coletivos no terminal no fim de cada viagem, assim como a limpeza e higienização dos terminais.

Participaram da reunião empresários do transporte coletivo da capital, a Vigilância Sanitária do Estado e Município, Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá, secretarias de Saúde, Planejamento, Finanças e Procuradoria do Município.

Transmissão

Vírus que causam doenças respiratórias se espalham pelo contato. Por isso a recomendação sobre a importância da prática da higiene constante. Higienizar objetos e superfícies em que se mantém contato com frequência, lavar as mãos e o rosto são algumas das medidas necessárias. Outros métodos é evitar abraços, apertos de mãos e beijo no rosto, além de lembrar de não levar as mãos aos olhos, nariz e boca. Caso faça, higienizar as mãos logo em seguida.

Utilizar álcool 70% com glicerina para higienização, não compartilhar copos, talheres e outros objetos pessoais, procurar manter os ambientes ventilados, deixando as janelas e portas abertas, evitar aglomerações e contato com pessoas com sintomas de doenças, são as recomendações básicas repassadas por infectologistas.

Cássia Lima
Assessora de comunicação/Prefeitura de Macapá
Fotos: Max Renê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *