Startup Day 2021 discute demandas do ecossistema de inovação neste sábado (22)

No próximo dia 22 de maio, acontece a 7ª edição do Startup Day, das 13h às 19h, o evento mais esperado pelos empreendedores amantes da tecnologia e inovação. Mais uma vez, as atividades serão gratuitas e realizadas em ambiente 100% online, com a presença de mais de 20 especialistas. Além de tratar das tendências de mercado, o evento discute as principais demandas do ecossistema de inovação no país, como atrair investimentos, oportunidades de negócios, inovação aberta e como buscar novos mercados fora do país.

Essa edição do Startup Day é idealizada pelo Sebrae e co-criada com a comunidade de inovação do país e de todo o Sistema Sebrae. A programação foi elaborada para startups em todos os níveis de maturidade – curiosidade, ideação, operação e tração. A abertura do evento acontece a partir das 13h, com a palestra “Investir no Brasil, por onde começar?”, na plenária virtual com Carol Paiffer, CEO e sócia-fundadora da ATOM Investimentos, sócia do Instituto Êxito de Empreendedorismo e conhecida também como jurada do game show Shark Tank Brasil.

No ano passado, na primeira versão virtual, o Startup Day foi um grande sucesso. O evento ficou entre os ‘top five’ no Brasil. Foram mais de 10 mil inscritos na 6ª edição, com a participação de 54 palestrantes que se revezaram durante 10 horas de evento. A expectativa, conforme aponta Natalia Bertussi, analista de Inovação do Sebrae, é alcançar esse mesmo número de participantes, impactando interessados em todo o país.

Nesta edição diversos conteúdos são apresentados aos participantes para que possam consumir durante o dia 22 de maio e continuar se capacitando após o evento. Tudo isso por meio do Portal Startup Day, que traz conteúdo sobre o mercado de negócios das startups para quem tem apenas uma ideia inovadora ou para aqueles empreendedores que buscam escalar.

Além disso, a nova plataforma traz um ambiente de oportunidades onde o empreendedor pode encontrar iniciativas do Sebrae e de parceiros, como o InovAtiva Brasil, Startout Brasil, Capital Empreendedor, We Ventures, entre outros. Foi criado ainda um espaço para exposição de startups, com a participação de empresas atendidas pelo Sistema Sebrae em todo o país.

Inclusão e bioeconomia

O empreendedorismo negro também ganhou destaque nesta edição do Startup Day com o painel “Black Power” com o convidado Carlos Humberto, CEO Founder da Startup Diáspora Black, reconhecida como uma das seis empresas que mais fazem bem ao país, e Sérgio All, CEO da startup Conta Black, comunidade financeira que se propõe a resolver o desafio da desbancarização e a exclusão financeira. A moderadora convidada é Head Startup Cubo Itaú, Amanda Graciano.

A bieconomia no contexto digital também faz parte da programação com discussão sobre as oportunidades para negócios inovadores a partir do uso sustentáveis dos recursos naturais da Amazônia. A moderação feita pelo diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, com a participação do gerente de inovação do Sebrae, Paulo Renato Cabral; da CEO e cofundadora da Amazônia Hub, Kaline Rossi e da CEO da Startup Manioca e reconhecida como empreendedora do ano pelo Conselho da Mulher Empresária, Joanna Martins.

Amapá

Segundo a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, o Sebrae tem se posicionado como indutor no processo de desenvolvimento do espírito empreendedor e disseminador de conhecimento sobre gestão empresarial, buscando facilitar o desenvolvimento do ecossistema dos pequenos negócios inovadores, por meio da formação de uma grande rede centrada em inovação.

“Em 2017 entrou no planejamento estratégico do Sebrae, o primeiro Projeto Startup em Macapá, com objetivo de fomentar e acelerar o crescimento dos pequenos negócios inovadores de Macapá, bem como, conectar os demais atores que atuam e fomentam a inovação. O projeto foca em capacitações, mentorias, programa de aceleração, missão empresarial e conexão”, explica a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo.

Momento atual

O Amapá possui 18 Startups Mapeadas, dentre elas, seis (6) startups estão em tração com oferta de serviços altamente inovador, colocando o Amapá no radar do fomento aos negócios digitais. A proposta para 2021, é estruturar o ecossistema de inovação, contribuir para um centro de aceleração, fomentar o parque tecnológico, apoiar e realizar eventos estratégicos e fortalecer a cultura empreendedora em Startups.

De acordo com a analista de projeto do Sebrae no Amapá, Josseli Pantoja, é necessário mais startups dentro da fase de curiosidade. Para tal, é muito importante a mobilização de instituições de ensino para o fomento a educação empreendedora em startups junto aos alunos.

“A consultoria especializa, é um forte aliado estratégico para uma empresa, pois ajuda a estruturar as principais áreas de um negócio digital, desde a elaboração da estratégia da empresa, construção de um time especializado, consultorias para escalar o negócio, consultoria de finanças para startup dentre outras”, declara a analista de projeto do Sebrae no Amapá, Josseli Pantoja.

Memória

O Sebrae, é um dos principais atores no desenvolvimento das Startups e principalmente, na economia digital no estado do Amapá. Desde 2014, o Sebrae vem realizando ações de fomento, de incentivo a empreendedores no meio digital, na área de tecnologia. Em setembro de 2014, o Sebrae no Amapá, realizou o primeiro Startup Day, que foi um evento com a participação da Proesc, OrçaFascio, ABS Startup, e mais 280 pessoas. Um Marco nesse início de fomento ao desenvolvimento de uma cultura tecnológica.

Em 2015, o Sebrae passou a reunir e a trafegar junto a parceiros no estado, como Universidade Federal do Amapá (Unifap), Instituto Federal do Amapá (Ifap), Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec) e tantos outros; e junto com a Techstar que é uma instituição de Aceleração das Startups no Brasil e no mundo, criou uma Rede de Parceiros que permitiu que em novembro de 2015, a gente realizasse o primeiro Start-AP na Expofeira de Macapá; foi um dos eventos dentro da Expofeira com o objetivo de selecionar ideias inovadoras, naquela época a Agência Amapá, foi a instituição que capitaneou todo esse processo dentro da Expofeira; e também o Start-AP, foi uma chamada para o Startup Weekend, que é um evento da Techstar, um dos nossos parceiros e que foi realizado no Ifap, em novembro de 2015.

Serviço:

Denyse Quintas
Fonte: Sebrae Nacional
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *