4° Corrida Contra o Câncer: MP-AP participa de palestra motivacional do corredor Rodrigo Rocha, pai do triatleta especial Biel

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) é co-realizador da 4° Corrida Contra o Câncer, que ocorrerá no domingo, dia 24. Nesta sexta-feira (22), na Escola Raimundo Nonato, o pai do corredor especial Gabriel Rocha – também conhecido como Biel -, o maratonista Rodrigo Rocha, proferiu palestra motivacional com o tema “Inclusão no Esporte”. Eles participarão da prova em Macapá, promovida pela ONG Carlos Daniel. O objetivo do evento é incentivar os pais de crianças e jovens com deficiência à prática de esportes. Na ocasião, o secretário-geral do MP-AP, promotor de Justiça Paulo Celso Ramos, representou a procuradora-geral de Justiça do órgão ministerial, Ivana Cei.

A 4° Corrida Contra o Câncer ocorrerá na orla de Macapá. O objetivo do evento é promover a conscientização para prevenção do câncer e arrecadar recursos para que a organização não governamental execute suas ações de combate à doença. Além de Biel e seu pai, também estará presente o corredor Émerson IserBem, campeão da Maratona de São Silvestre.

Durante sua explanação, Rodrigo Rocha discorreu sobre a história de amor e superação com o filho Biel na vida esportiva.

Ele corre sempre com Biel, que vai a uma cadeira de rodas. A dupla já é bastante conhecida no Brasil pela participação em corridas de rua. Conforme o pai de Biel, além de trazer alegria e saúde, a ideia é motivar e inspirar outros pais. Ele reforçou ainda que veio para contribuir com o trabalho da ONG.

“Poder falar em qualquer palestra onde esteja um pai, mãe, ou qualquer parente que seja, conscientizando das possibilidades de inclusão que se têm, é um trabalho muito importante, que surgiu através das corridas que participamos”, comentou Rodrigo Rocha.

A diretora da escola, Nilzete Mendes, parabenizou o MP-AP pelo apoio e iniciativa com a palestra.

“Esse trabalho que o Ministério Público está realizando hoje, é um incentivo para as famílias que têm deficientes, mostrando que a inclusão social dessas pessoas é possível no esporte, essas pessoas se sentem muito bem e valorizadas, e a vinda do Biel a nossa escola mostra para nós o quão relevante é esse trabalho”, pontuou a diretora.

“Podemos dizer que a palestra ministrada pelo pai do triatleta Biel foi, além de emocionante, repleta de incentivo. Foi capaz de fazer com que as pessoas refletissem sobre o verdadeiro sentido da inclusão. A inclusão começa, antes de tudo, pela aceitação. É preciso aceitar a condição da deficiência para que o processo de adaptação se opere e as barreiras sejam transpostas. O exemplo trazido pelo esporte foi uma das maiores provas de que a reabilitação da pessoa com deficiência é perfeitamente possível e alcançável”, pontuou o secretário-geral do MP-AP, Paulo Celso Ramos.

Sobre a Ong

O projeto da ONG Carlos Daniel, que ajuda crianças e adolescentes na luta contra o câncer, tem como propósito estimular ações solidárias, destacando a importância dessas atitudes para a construção de uma sociedade melhor, menos desigual e mais justa. Além disso, a programação é uma forma de incentivar a prática esportiva como fator de prevenção e melhoria da qualidade de vida. Além da corrida, o evento contará com uma ação de saúde e ofertará serviços de vacinação e testes rápidos, buscando oferecer à população uma manhã de lazer e prevenção à saúde.

Corrida, percurso e premiação

A largada da corrida será em frente ao Parque do Forte (Lugar Bonito), e terá como trajeto a Avenida Beira Rio, seguindo pela Rua Jovino Dinoá, passando pela Avenida Desidério Antônio Coelho, e volta para a Avenida Beira Rio finalizando no ponto de largada, no Parque do Forte. Outros apoiadores serão a Prefeitura Municipal de Macapá e Vara de Execuções Penais, do Poder Judiciário.

As premiações ficaram designadas como: Geral, Cadeirante e Deficiente Visual. Para a corrida Geral, o 1° colocado ganhará R$ 800 mais troféu, o 2° lugar ganhará R$ 600 mais troféu e o 3° colocado ganhará R$ 400 mais troféu. Nas categorias Cadeirante e Deficiente Visual, os prêmios são os mesmos para os respectivos 1°, 2° e 3° lugar.

De acordo com o secretário-geral do MP-AP, o órgão é apoiador da prova por ser uma causa nobre e uma iniciativa positiva para a saúde da sociedade amapaense.

SERVIÇO:

Elton Tavares e Nelson Carlos
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *