Administração do MP-AP reúne com promotores da área criminal para tratar da reestruturação das Promotorias

Os novos planos de gestão de pessoas e de modernização das Promotorias Criminais foram apresentados nesta sexta-feira (21), pela administração do Ministério Público do Amapá (MP-AP) aos promotores de Justiça com atuação na área. A instituição mantém seis promotorias especializadas em Macapá e duas em Santana.

Na reunião administrativa foram apresentadas as novas estruturas para funcionamento das Promotorias de Justiça Criminais de Macapá, com espaço físico mais amplo, moderno e com acessibilidade, proporcionando melhores condições de trabalho e atendimento ao público. As unidades também receberão novos equipamentos e avançados softwares, adaptados às novas tecnologias para participação em videoconferências com mais segurança e melhor gestão de processos, tudo adaptado à nova realidade.

“Conseguimos melhorar o apoio de pessoal, com ampliação do quadro de assessores, bem como estamos investindo em estrutura e tecnologia para as Promotorias Criminais, de acordo com o nosso plano de trabalho, para que membros e servidores possam exercer suas atividades com eficácia”, manifestou a procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei.

Participaram da reunião o chefe de gabinete da PGJ, João Furlan; o secretário-geral do MP-AP, Alexandre Monteiro; o assessor especial da PGJ, Tiago Diniz; e os promotores de Justiça que atuam nas Promotorias Criminais: Eraldo Zampa (coordenador); Vinicius Carvalho; Ricardo Crispino; Fábia Regina Martins e Neuza Borges (Santana); o diretor do Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), Rodinei Paixão; e com participação virtual dos promotores de Justiça Ubirajara Éphina e Jander Vilhena.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Coordenação: Gilvana Santos
Texto: Gilvana Santos
Contato: [email protected]


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *