Após pedido de Randolfe, TCU autoriza investigação sobre apagão no Amapá

O Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou a instauração de um processo de investigação sobre as causas do apagão no Amapá, que afetou mais de 750 mil amapaenses.

No último dia 11, a ministra do TCU, Ana Arraes, assinou o documento que autoriza o início dos trabalhos de investigação, após o senador Randolfe Rodrigues (REDE) ingressar com representação no tribunal pedindo a apuração da conduta dos entes públicos envolvidos no sinistro.

“Diante de tantos absurdos que a população tem sofrido, os responsáveis por essa crise devem responder pelo caos instalado no estado”, explicou o pedido de urgência, o senador Randolfe Rodrigues.

A auditoria do Tribunal de Contas da União vai apurar as causas e responsabilidades que levaram ao apagão e racionamento de eletricidade que atinge o estado do Amapá. Desde o dia 03 de Novembro de 2020, 13 dos 16 municípios amapaenses.

O apagão de energia elétrica se arrasta por 16 dias, os serviços de saúde, o comércio, vendedores ambulantes e a comunicação, praticamente tudo tem sido afetado pelo tratamento precário que o estado tem recebido.

Assessoria de comunicação do senador Randolfe Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *