Começa a 2a etapa de revitalização do Mercado Central com emenda de Randolfe

Na manhã de hoje (27), foi assinada a ordem de serviço para o início da segunda etapa de revitalização do Mercado Central de Macapá. O evento aconteceu na área interna do espaço. A ação é resultado de emenda de R$1,3 milhão do senador Randolfe Rodrigues (Rede).

“Prestes a fazer 70 anos, o Mercado Central vai ficando do jeito que o povo amapaense merece. Entregamos a primeira etapa em 2020 e no próximo aniversário vamos inaugurar esse complexo turístico e econômico que carrega a identidade do povo tucuju”, explicou o senador, responsável pelos recursos para a revitalização completa do local.

O projeto de revitalização prevê a construção de 60 novos boxes em três blocos para empreendedores desenvolverem atividades econômicas na área externa do Mercado, bem como banheiro com acessibilidade e depósito para material de limpeza.

A primeira emenda de R$2,5 milhões revitalizou e ampliou a parte interna do lugar. Foi construído um mezanino para promoção da cultura local, com apresentações artísticas e valorização da culinária.

“Nós esperamos muito por esse momento e é com grande alegria que a gente vai viver essa nova fase da história do Mercado”, disse o empreendedor Vanilton Brasil.

Mercado Central

O Mercado Central foi inaugurado no dia 13 de setembro de 1953 pelo governador Janary Gentil Nunes e pelo então prefeito Claudomiro de Moraes com 16 talhos para venda de alimentos e hortaliças e alguns boxes para venda de lanches aos trabalhadores do local.

Naquela época, famílias japonesas vieram ao Amapá para trabalhar no mercado que tinha localização estratégica, próximo às margens do Rio Amazonas e do Trapiche Eliezer Levy, onde desembarcava parte dos produtos que eram vendidos no mercado.

Assessoria de comunicação do senador Randolfe Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.