Dirigentes do MP-AP reúnem com membros e servidores do Complexo Cidadão Zona Norte para discutir melhorias nas condições de trabalho e atendimento ao público

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (PGJ/MP-AP), Ivana Cei; o chefe de gabinete, João Furlan; o assessor especial da PGJ, Vinicius Carvalho, e o secretário-geral do MP-AP, Paulo Celso Ramos, reuniram na última sexta-feira (29), com membros e servidores do Complexo Cidadão da Zona Norte. O encontro faz parte do cronograma de visitas adotado pela gestão, com o objetivo de promover as melhores condições de trabalho e atendimento ao público em todas as unidades do MP.

Além dos membros da administração superior, acompanharam a reunião, a diretora do Departamento de Apoio Administrativo, Silvéria Reis, e o chefe da Divisão de Obras, Robson Naif. Em sua fala, a procuradora Ivana Cei listou importantes ações, avanços institucionais, desafios enfrentados e as perspectivas para o próximo ano.

“Apesar das dificuldades orçamentárias de 2019, honramos os nossos compromissos; garantirmos todos os direitos de membros e servidores e ainda conseguimos aumentar o número de assessores para as Promotorias, uma antiga e justa reivindicação”, relembrou a PGJ

Ivana Cei destacou, também, a reestruturação do Núcleo de Apoio Técnico e Administrativo (NATA); o pagamento de indenizações, retroativos e demais diretos dos servidores; avanços tecnológicos, com aquisição de equipamentos na área de Tecnologia da Informação. (TI); novos mobiliários para as Promotorias de Santana e do Complexo Cidadão Centro; renovação da frota de veículos; aquisição de áreas para ampliação da PGJ e da Promotoria de Defesa da Mulher, dentre outros.

“Avançamos em muitas frentes porque fizemos o dever de casa e buscamos, através de convênios e termos de cooperação, as parcerias necessárias para realizamos projetos de grande relevância social”, acrescentou a procuradora.

O secretário-geral, promotor de Justiça Paulo Celso Ramos, explanou sobre o contrato dos terceirizados, estagiários e aprendizes, bem como o recente treinamento para as novas recepcionistas do MP-AP, todas habilitadas em libras.

Em seguida, os titulares das Promotorias do Meio Ambiente; Saúde e de Educação, promotores e Justiça, Marcelo Moreira, André Araújo e Roberto Alvares, respectivamente, expuseram suas sugestões, críticas, demandas, apontaram medidas para aperfeiçoar o trabalho do MP-AP e reconheceram inúmeros avanços também.

“Os pleitos são prontamente resolvidos pelos setores administrativos do MP-AP”, disse o promotor Roberto Alvares. “Ainda temos problemas com conexão de internet, mas houve uma melhora significativa”, apontou André Araújo. “Há uma sobrecarga de trabalho na Promotoria do Meio Ambiente, mas sentimos a preocupação da gestão em buscar os melhores caminhos para atender a essas necessidades”, manifestou Marcelo Moreira.

Para o chefe de Gabinete, promotor de Justiça João Furlan, esse diálogo permanente tem sido fundamental para direcionar as ações da gestão. “Percorremos as unidades em Macapá e dos demais municípios do Estado. Cada reunião é uma oportunidade de prestarmos contas do nosso trabalho e colhermos elementos para que possamos avançar ainda mais”, finalizou.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *