Embarcação com carga ancorou na capital do Amapá no dia 16 de março: navio no Rio Amazonas entra em quarentena após 6 casos de Covid-19; um tripulante morreu

Navio porta-contêiner Log-In Polaris, em foto de 2019 — Foto: Divulgação

Por Fabiana Figueiredo e John Pacheco

Um navio porta-contêiner cumpre quarentena na orla de Macapá após 6 casos de Covid-19 serem confirmados entre os tripulantes, informou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta sexta-feira (26). Um deles faleceu em decorrência dos sintomas.

A embarcação Log-In Polaris ancorou no Rio Amazonas no dia 16 de março, quando um dos tripulantes apresentou sintomas.

Autorizado pela Anvisa, ele desembarcou e foi encaminhado a um hospital particular da cidade. Ele faleceu três dias depois “de insuficiência respiratória (pneumonia viral), segundo a declaração de óbito”, detalhou a agência.

Antes da morte, outros três desembarcaram do navio e foram internados também com sintomas. A Anvisa esclareceu que durante a quarentena realizou testagem entre os tripulantes e mais dois testaram positivo. Ao todo, 6 casos confirmados com a Covid-19.

“A embarcação permanece em quarentena com monitoramento diário do estado de saúde dos tripulantes e procedimentos de limpeza e desinfeção. No dia 29 [segunda-feira] está programada nova testagem dos tripulantes e avaliação médica. Depois disso, a Anvisa avaliará se o navio pode seguir viagem”, informou em nota ao G1.

A empresa Log-In Logística Intermodal, responsável pelo navio, declarou que “todas as medidas necessárias estão sendo tomadas para preservar a saúde e a segurança do restante da tripulação”, que é toda de brasileiros. Ainda segundo a empresa, todos eles estão sendo monitorados por equipe médica e “não apresentam sintomas”.

Navio porta-contêiner Log-In Polaris – Foto: Diário do Amapá

Quando for liberado, o navio, de capacidade de 2,7 mil TEUs, segue rota regular com destino à Manaus.

“Desde o início da pandemia, a empresa vem adotando um plano de ação no contingenciamento do Covid-19, cumprindo todos os protocolos sanitários da Anvisa, que vai desde o pré-embarque até o desembarque de sua tripulação. Essas medidas são atualizadas rotineiramente, conforme o cenário da pandemia. A companhia reafirma seu compromisso de seguir adotando as medidas necessárias e cabíveis de cuidados junto aos colaboradores, visando proteger a saúde de todos”, pontuou a empresa, em nota.

Quanto ao tripulante que faleceu em Macapá no dia 19 de março, a Log-In afirma que prestou atendimento de saúde ainda a bordo, assim que ele apresentou sintomas. Em nota, lamentou a morte do colaborador e certificou que “está prestando toda a assistência necessária aos familiares neste momento de tristeza e dor”.

Fonte: G1 Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *