Poema de agora: AMOR DE MARÉ – Pat Andrade

Arquipélago do Bailique – Foto: Max Renê

AMOR DE MARÉ

sinto soprar na pele
um vento leve
cheirando a rios e florestas

enquanto a canoa
desliza suave
na superfície da memória

me transporto
praquelas tardes
douradas do Bailique

Arquipélago do Bailique – Foto: Max Renê

atraco nesse porto
guiada pelo rastro de luz
que reflete sobre as águas

sou arrastada
pelas redes enfeitadas
de peixes e mururés

com meu olho preso
no dorso âmbar
de um caboclo tucuju

Arquipélago do Bailique – Foto: Max Renê

mergulho fundo
nesse amor manso
impregnado de marés

Pat Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *