Poema de hoje

A velha turma. Vinho barato e viola (sou o cara de camisa branca virado e olhando pra foto) – 1995. 
Boas Recordações


As memórias passadas se entrelaçam no seu ausente presente,
Fazendo do inquieto um coração carente,
Revelando-se ao que veio a ser,
Mantendo, entregando, salvando onde ninguém poderá te tocar,
A chave é minha, e a porta é sempre a entrada, nunca minha saída,
Assim em mim como a fizeste a ti, essa lembrança aqui sem parecer ter fim.
By Weverton O. Reis

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

Commentários
  1. Anonymous

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*