Projeto Sonora Brasil: hoje (8), rola apresentação musical do grupo indígena Wiyae, no Sesc Centro

O grupo indígena Wiyae se apresenta hoje (8), a partir das 19h30, no Sesc Centro. A apresentação musica encerra a programação do Projeto Sonora Brasil, iniciado no último dia 5. A entrada será gratuita.

Apresentação: Grupo Wiyaé (SP)

O grupo Wiyae, que significa canto na língua Tikuna, foi criado especialmente para o projeto Sonora Brasil. É formado por Djuena Tikuna (nascida em Umariaçu, nas “fronteiras” do Brasil, Peru e Colômbia, canta a cultura do seu povo, mantendo viva a sua história), Magda Pucci (cantora, arranjadora, compositora, educadora musical e pesquisadora das músicas de vários povos há 23 anos. Diretora musical do Mawaca, grupo de São Paulo que recria músicas de diferentes tradições do mundo), Diego Janatã (maranhense que tem viajado por diversas comunidades indígenas, por todo o Brasil, pesquisando e registrando a musicalidade dos povos das florestas e também o som dos tambores das comunidades quilombolas e tradicionais do Maranhão e de outras partes da Amazônia) e Gabriel Levy (arranjador, compositor, educador e produtor musical. É acordeonista do Mawaca e já atuou em shows e álbuns ao lado de importantes artistas brasileiros dos mais diferentes estilos). No repertório, além de músicas do povo Tikuna, estão composições próprias e músicas de outros povos indígenas recolhidos em pesquisas, que serão apresentadas a partir de recriações e arranjos artísticos.

Projeto Sonora Brasil

Na edição de 2019, trouxe para a região norte o tema “A música dos povos originários do Brasil”. O projeto visa fomentar as mais diversas expressões musicais pouco difundidas que integram o amplo cenário musical brasileiro. O tema será apresentado por meio de quatro circuitos, com dois grupos diferentes em cada, mostrando um pouco da diversidade das manifestações sonoras indígenas, presentes em ritos e festejos.

Consagrado como o maior projeto de circulação musical do país, a cada biênio o projeto Sonora Brasil aborda dois novos temas. A seleção dos grupos e a definição das temáticas são feitas por uma curadoria nacional, com a proposta de despertar um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão de música no país. A ação possibilita à sociedade o contato com a diversidade da música brasileira, que é um dos elementos mais ricos da cultura, e com a arte indígena, sendo uma porta de entrada privilegiada a um universo tão diversificado, muitas vezes, ainda desconhecido.

Serviço:

Sesc Amapá
Coordenadoria de Comunicação e Marketing
E-mail: [email protected]
Fone: (96)3241-4440 (ramal 235)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *