Randolfe pede que CPI tenha acesso a informações e apure desvios de recursos no Amapá

O senador Randolfe Rodrigues (REDE), vice-presidente da CPI da Pandemia no Senado Federal, apresentou nesta segunda-feira (24) requerimento para que a Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República prestem informações sobre a Operação Tendas de Ouro, deflagrada no Amapá no último dia 12.

O pedido é endereçado ao diretor-geral da PF, Paulo Marino e ao procurador-geral da República, Augusto Aras. Nele, Randolfe atende aos deputados estaduais Dr Victor Amoras (REDE), Paulo Lemos (PSOL) e Cristina Almeida (PSB), do bloco de oposição na Assembleia do Amapá, que pediram que o senador buscasse informações sobre o inquérito.

Segundo a PF, que comanda a operação com apoio do Ministério Público Federal, já foi possível identificar que pelo menos R$ 563 mil foram desviados durante prática criminosa em fraudes na licitação que contratou dois hospitais de campanha para o Amapá no valor de R$ 1,5 milhão.

Na nota divulgada pelo órgão investigativo consta a apuração de possível fraude no caráter competitivo da licitação, com auxílio de servidor, havendo desvio de valores, fortes indícios de direcionamento na licitação para a empresa investigada, bem como superfaturamento e pagamento duplicado pelo mesmo serviço.

Assessoria de comunicação do senador Randolfe Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *