Randolfe pede vacinas e ajuda humanitária para o Amapá e à Amazônia em reunião com Embaixada dos EUA

Na tarde desta quarta-feira (14), o senador Randolfe Rodrigues (REDE) solicitou apoio ao Governo dos Estados Unidos para o enfrentamento à pandemia na Amazônia, em especial no Amapá.

O parlamentar participou de uma audiência virtual com o embaixador norte-americano no Brasil, Todd Chapman, e pediu apoio para iniciativas de suporte às comunidades amapaenses, principalmente as ribeirinhas e os povos indígenas.

Randolfe requereu que o excedente de vacinas a serem utilizadas nos EUA possa ser destinado ao Brasil, com atenção especial à Região Amazônica e ao Estado do Amapá.

Durante o encontro virtual, o parlamentar fez uma apresentação para mostrar como está o cenário da pandemia e da vacinação da população amapaense.

Segundo os dados apresentados pelo senador – provenientes do Governo do Estado do Amapá – o estado distribuiu até agora 129.484 doses de vacina; aplicou 79.875. A população vacinada com a primeira dose é de 6,95% e segunda dose 2,49%.

“Junto a isso, argumentei que os critérios de distribuição dos recursos que o Governo dos EUA vai firmar com o Governo Brasileiro devem ser destinados prioritariamente à Amazônia, a projetos de desenvolvimento sustentáveis na região, especialmente no Amapá. Expus as vantagens comparativas do Estado – é o mais preservado do país e tem o maior número de unidades de conservação e reservas indígenas demarcadas”, comentou o senador.

Ainda sobre a pandemia, Randolfe apresentou a demanda existente no Amapá e em todo o Brasil de vacinas, respiradores, medicamentos para intubação, Equipamento de Proteção Individual, testes PCR, além de suprimentos para atender as populações vulneráveis.

Em resposta, o embaixador Todd Chapman comunicou que ainda hoje reunirá com os governadores do Consórcio da Amazônia, entre eles com o Governador do Amapá, Waldez Góes.

“Advoguei junto a ele uma atenção especial ao Amapá no enfrentamento da pandemia e também na distribuição de recursos do protocolo global que o governo dos EUA vai firmar com o governo brasileiro. Os recursos que vierem dos EUA devem ser direcionados principalmente para os governos da Amazônia, estaduais e municipais, sob a fiscalização e acompanhamento das organizações daqui da Amazônia”, frisou Randolfe Rodrigues.

Meio ambiente

Ainda durante o encontro, o embaixador americano demonstrou preocupação com a preservação da floresta e falou sobre desmatamento ilegal e energia renovável.

Júlio Miragaia – Ascom Senador Randolfe Rodrigues
Fotos: divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *