Rede aciona STF para que Saúde não perca 28 milhões de doses de vacinas contra Covid

A Rede Sustentabilidade apresentou, na segunda-feira (20), uma ação ao STF (Supremo Tribunal Federal) solicitando a utilização de quase R$ 28 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 que vencem em agosto deste ano, conforme apontou um levantamento feito pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

O relatório aponta a existência de 26 milhões de doses de Astrazeneca e 1,92 milhão de Pfizer, que custaram mais de R$ 1 bilhão e R$ 128,6 milhões aos cofres públicos, respectivamente.

Na ação, o partido requer tutela cautelar de urgência para que haja transparência nos dados sobre vacinas por parte do Ministério da Saúde e que seja determinada a realização de ampla campanha de vacinação para a aplicação de doses de reforço contra o vírus.

Além disso, a Rede também pede a apuração de condutas de improbidade administrativa no Ministério da Saúde. Para o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o levantamento do TCU destaca o descaso do governo com a crise sanitária e o dinheiro público.

“São vacinas que deveriam ser utilizadas na imunização do povo brasileiro, mas Bolsonaro ignora campanhas de vacinação e não se importa com os riscos desse prejuízo para a saúde e os cofres públicos”, pontuou o senador.

Assessoria de comunicação do senador Randolfe Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.