Amor da minha vida, Maitê faz oito anos e agradeço a Deus pela vida da minha sobrinha. Feliz aniversário, princesa do tio!

Não sei se vocês sabem, mas assim como as bruxas (que são boas), as princesas existem. E não tô falando da realeza inglesa ou de qualquer país que tenha a monarquia como mandatária. Falo das lindezas encantadas dos filmes e desenhos animados. Hoje é o dia da nossa princesa. A Maitê!

Maitê Ferreira Tavares, que gira a sua linda e colorida roda da vida hoje, completa oito anos de idade. Ela é o amor da minha vida. Aliás, das nossas. E aí incluo a minha mãe também, que é uma avó apaixonada.

Desde que a Maitê nasceu, entendo os meus amigos que têm filhos, entendi o sentimento dos meus pais e olho diferente para as crianças. E amo “a pureza da resposta das crianças”, elas são realmente um barato. Incrível como pequenos seres despertam os melhores sentimentos em nós, adultos de coração duro.

Quem me conhece sabe que sou doido por aquela molequinha. Sempre perspicaz, ela vive com suas antenas ligadas. Apesar da pouca idade, Maitezinha é uma figura. Linda, inteligente, cheia de traquinagem e com sacadas impressionantes para alguém que chegou ontem neste mundo.

Aliás, por falar em mundo, toda vez que falo com ela – o que ocorre quase todas as noites – me apaixono de novo pela pequena lindeza e pela vida. Sempre que falo com minha sobrinha, esqueço dos amargores da jornada e reforço minha esperança no futuro.

Maitê é uma bênção. Uma mistura de bom humor, gaiatice, doçura, inocência (claro), desconfiança (quando não manja das pessoas e lugares), inteligência, sapequice e ternura. Já disse e repito: ela é amada e reflete isso – com aquela luz que só o amor sabe dar.

Sim, a Maitê é em nossas vidas ‘uma luz que não produz sombra’ – aqueles amores raros que iluminam toda nossa existência. Nossa princesa desperta o que há de melhor de nós e reforça ainda mais nossos laços de amor.

Por tudo dito/escrito acima agradeço a Deus pela Maitezinha. Ela é um dos meus fios condutores com ELE. E aqui fica a pequena homenagem do tio, que não dá conta de resumir tanto amor em apenas um texto de felicitações.

Não existem palavras que descrevam tudo que a sua pequena roda da vida já trouxe de bom e o quanto tocou infinitamente nossos Universos. A gente se conhece há oito anos nessa existência, mas certamente nosso amor vem de muitas outras estações.

Meus parabéns, Maitê. Titio ama-te de forma desmedida. Feliz aniversário!

Elton Tavares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.